Contra o Vasco, CRB só venceu uma vez e nesta quinta (16) tenta amenizar retrospecto negativo

Cruzmaltino tem sido uma pedra no sapato do Galo, que perdeu de 3 a 0, no 1º turno da Série B. Mas ambos se encontram em situações opostas na competição, até então: Regatas é o 4º colocado e Cruzmaltino é o 10º

Nesta quinta-feira (16), o CRB recebe Vasco, em Maceió, pela 24ª rodada da Série B do Brasileiro. O confronto, que será no Trapichão, está marcado para as 19h e tem um peso maior para o Regatas que, além de ter perdido no primeiro turno, tenta também superar o retrospecto negativo contra o Gigante da Colina.

Em oito jogos na história, a equipe carioca tem 62% de aproveitamento, com cinco vitórias e 11 gols. Atualmente, se encontra na 10ª posição da Segundona, com 32 pontos, e, na última rodada, perdeu para o Avaí, por 3 a 1.

Já o time alagoano ocupa a 4ª posição, com 40 pontos. No histórico, só venceu o Trem-bala uma única vez, marcou cinco gols e foi superado pelo Goiás, em casa, sábado (11). Além desses confrontos, houve mais dois empates: sem gols, pelo Brasileirão de 1972, e, por 1 a 1, na Copa do Brasil de 2016.

Ainda neste ano, uma equipe deu o troco na outra. No primeiro turno da competição nacional, o Vasco ganhou do Galo em Maceió. Lúcio abriu o placar para os mandantes, mas Leandrão e Andrezinho viraram. No Rio de Janeiro, foi a vez de o Mais Querido calar a torcida do Clube da Colina.

Em dia mágico, Zé Carlos superou o goleiro Martin Silva, abrindo 2 a 0 em cerca de oito minutos, ainda na etapa inicial. Assim, em lançamento de Marcos Martins e num cruzamento de Gerson Magrão, nessa ordem, o atacante foi oportunista demais e não perdoou dentro da área.

Zé Carlos fez os gols na vitória do CRB sobre o Vasco, por 2 a 1, pela 31ª rodada da Série B de 2016 - Foto: Andre Durão

A passividade do Vasco foi tanta que até o presidente Eurico não assistiu à partida toda e ainda foi vaiado pela própria torcida vascaína, como forma de protesto à situação da equipe naquele momento no campeonato. No segundo tempo, o atacante Ederson descontou para os anfitriões.

Quem se recorda do time do Galo à época, treinado por Mazola Júnior? Estiveram em campo: Juliano; Marcos Martins (Bocão), Adalberto, Gabriel; Peri (Roger Gaúcho); Gladson Almeida, Matheus Galdezani; Diego, Gerson Magrão, Luidy, Zé Carlos (Neto Baiano).

Porém, no último confronto, o Vasco aplicou 3 a 0 no Galo, que até meteu bolas na trave, mas, em tarde de pouca inspiração, mereceu sair de campo derrotado. De qualquer forma, a situação de ambas agora é outra. O Galo luta para permanecer no G-4 e o outro quer encostar na pelotão superior. Ademais, ambos veem de derrota e desejam se recuperar na competição.

Todos os detalhes da partida (pré-jogo, Tempo Real e resultado final) você vai poder acompanhar na Gazetaweb. Fique ligado, torcedor!