Contra o lanterna Náutico, CRB busca retomar caminho das vitórias na Série B

Após frustrante empate com a Ponte Preta dentro de casa, Galo tenta resultado positivo para voltar a crescer na tabela

Nesta quarta-feira (10), o CRB entra em campo para enfrentar o Náutico, pela Série B do Brasileiro. O embate é válido pela 23ª rodada do torneio e acontece no Estádio dos Aflitos, no Recife, com início previsto para as 19 horas. O confronto colocará duas equipes vivendo momentos diferentes na tabela de classificação. Enquanto os pernambucanos querem uma sobrevida para fugirem do Z4, o Galo tenta vencer para seguir tranquilo no campeonato.

Panorama

O CRB vem de dois jogos sem vencer, o que incomodou o torcedor, que já não acredita muito no acesso. Com isso, é claro que o primeiro objetivo é garantir os 45 pontos para livrar qualquer chance de rebaixamento. O Regatas começou a rodada no 10º lugar, com 29 pontos, porém, perdeu duas posições, com as vitórias de Ituano e Ponte Preta. Ou seja, o cálculo é de, pelo menos, mais cinco vitórias e um empate, nos 16 jogos restantes.

Na última rodada, Galo não teve uma boa atuação e ficou no 1 a 1 com a Ponte Preta - Foto: Ailton Cruz

Já a vida do Náutico é bem mais complicada. Convivendo com uma crise que parece interminável, o Timbu minou por muito tempo na zona do rebaixamento. Porém, após a derrota para o Operário, por 1 a 0, o negócio complicou de vez. O Alvirrubro caiu direto para a lanterna da Segundona, com míseros 18 pontos. Com isso, o duelo dentro de casa é fundamental para escapar da queda.

CRB

O otimismo do torcedor regatiano pelo acesso está sumindo aos poucos. Com apenas 29 pontos e o G4 se distanciando cada vez mais, a promoção da Série A só viria com uma campanha impecável. Vale ressaltar que o CRB iniciou a rodada mais próximo da zona do rebaixamento do que do grupo dos promovidos. Com isso, a briga do Galo segue sendo para a permanência.

Mesmo fora de casa, o time regatiano tem um certo favoritismo, principalmente pela má fase do rival. O problema, porém, vem sendo a atuação da defesa. O técnico Daniel Paulista vem convivendo com desfalques, seja por lesão ou por suspensão. Atualmente, no elenco, apenas Wellington Carvalho, Iago Mendonça e Matheus Mega estão disponíveis para a posição.

Gum retornará ao time titular para ser o companheiro de zaga de Diego Ivo - Foto: Reprodução/Ascom CRB

A grande expectativa é pelo retorno do capitão Gum, que está no período de transição, entretanto, ainda é dúvida. Quem também tem chance de retornar é o lateral esquerdo Guilherme Romão. Convivendo com alguns problemas físicos persistentes, o jogador deve iniciar no banco de reservas.

Outro atleta que está de volta é Reginaldo, após cumprir suspensão. Porém, ele deve ficar no banco de reservas. A escalação deve sofrer poucas alterações. Assim, o Galo deve jogar com: Diogo Silva; Raul Prata, Wellington Carvalho, Iago Mendonça (Gum) e Guilherme Lopes (Guilherme Romão); Yago, Uillian Correia (Marthã) e Rafael Longuine; Paulinho Moccelin (Fabinho), Emerson Negueba e Anselmo Ramon.

NÁUTICO

Após quase conquistar o acesso no ano passado, 2022 vem sendo um ano estranho para o Náutico. Depois de ser campeão pernambucano, o clube foi do céu ao inferno até chegar na lanterna da Série B. Para salvar o ano, não há outro pensamento além da permanência na Segundona.

A crise está tão forte que o Timbu já teve duas trocas no comando técnico durante o torneio. Esse que começou com Felipe Conceição, que foi substituído por Roberto Fernandes, que por sua vez, deu lugar a Elano, que está no comando até hoje.

Com três derrotas em três partidas, técnico Elano tenta estancar crise no Timbu - Foto: Tiago Caldas / CNC

O técnico Elano, porém, ainda não conseguiu captar bons resultados. São três partidas e três derrotas, o que deixa seu emprego muito ameaçado. Para piorar a situação, o médico da equipe, Raphael Burlamaqui, confirmou que Djavan, Renan, Hereda e Bryan seguem em recuperação no Departamento Médico e não jogam. Jean Carlos é outro que não vai enfrentar o CRB, já que sentiu um desconforto contra o Operário. Além disso, está suspenso.

Os problemas são imensuráveis. Victor Ferraz, um dos mais experientes do elenco, também está suspenso. Contudo, o Alvirrubro vai com pensamento na vitória. O que pesa para os pernambucanos é que das suas três vitórias, uma foi sobre o próprio Galo, no 1º turno. A escalação do Timbu deve ter: Lucas Perri; Thiago Ennes, Wellington (Bruno Bispo), João Paulo e João Lucas; Jobson, Richard Franco e Souza; Geuvânio (Julio Vitor), Pedro Vitor e Kieza.

Arbitragem

O árbitro da partida virá do Sul do país, com Rafael Traci (CBF/SC). Seus assistentes também são da federação catarinense, com Kleber Lucio Gil (FIFA/SC) e Alex dos Santos (CBF/SC). O 4º árbitro será Deborah Cecilia Cruz Correia (FIFA/PE). Já Marcio Henrique de Gois (CBF/SP), será o VAR principal, com assistência de Fabricio Porfirio de Moura (CBF/SP).