Com time reserva, CRB perde por 2 a 1 com o Moto Club pela Pré-Copa do Nordeste

Time é dominado pelos maranhenses e precisa vencer por dois gols de diferença na partida de volta

O CRB voltou a entrar em campo pela Pré-Copa do Nordeste na tarde deste sábado (30). Jogando no Estádio Nhozinho Santos, em São Luís, os reservas do Regatas decepcionaram contra o Moto Club e sofreram um revés por 2 a 1. A partida, válida pela terceira fase da competição, foi apenas o jogo de ida. Os gols foram marcados por Wallace Lima e Gustavo, no lado do Moto, e Renan Bressan, pro Galo.

O resultado deixa o Galo da Pajuçara em situação delicada. Como não há o critério de gol fora, o time alagoano precisa vencer por dois gols de diferença para garantir a classificação para a fase de grupos do Nordestão. Por sua vez, o rubro-negro joga pelo empate. A volta acontece no dia 16 de novembro, no Estádio Rei Pelé.

O Galo agora foca na Série B do Campeonato Brasileiro. Em uma fase decisiva na briga pelo acesso, o clube alagoano joga na próxima quinta-feira (4), às 21h30. A curiosidade é que o CRB enfrenta o maior rival do Moto: o Sampaio Corrêa, no Rei Pelé. Por sua vez, o Papão do Norte só aguarda a partida de volta, que acontece no próximo dia 16, às 19 horas.

1º TEMPO

Com foco na Série B, Allan Aal armou uma equipe alternativa para duelar com o Moto. Apesar disso, os reservas não foram tímidos. A primeira grande chance do jogo veio aos 4 minutos, quando Bressan cobrou uma falta no cantinho e João Paulo defendeu bem. A resposta motense demorou, mas veio aos 10 minutos. Esquerdinha mandou uma bomba de longe e Ewerton defendeu. Na sequência do lance, em cruzamento na grande área, Keven cabeceia bem, porém o arqueiro regatiano salvou mais uma vez.

Os lances empolgaram totalmente o clube maranhense, que voltou a chegar. Márcio Diogo fez uma linda jogada pelo lado esquerdo, passou pela defesa e cruzou para Wallace Lima mandar para o fundo das redes, aos 12. Ewerton dessa vez não interviu e apenas assistiu ao Moto abrir 1 a 0.

Primeiro gol do Moto saiu após linda jogada de Márcio Diogo - Foto: Hiago Ferreira / Moto Club

O gol não abalou totalmente o clube regatiano, que teve uma boa chegada pouco depois. Com 15 minutos Calyson apareceu com perigo do lado direito. O atacante finalizou bem, venceu o goleiro João Paulo, mas a bola raspou na trave e foi pela linha de fundo.

Com a vantagem, o Moto preferiu ter uma postura mais cautelosa, permitindo que o Galo chegasse com certa facilidade. Jogador regatiano mais insinuante no primeiro tempo, Renan Bressan apareceu bem ofensivamente. Com 30 minutos, da entrada da área, o meia chutou no gol, a bola desviou no zagueiro Rodrigo Barreto e morreu no ângulo de João Paulo, que já caía no lado oposto: 1 a 1.

O placar manteve o equilíbrio que foi o primeiro tempo, principalmente pelas tentativas dos clubes. Com 38 minutos, Henrique fez linda jogada dentro do lado direito da área, contudo, na hora de cruzar, não encontrou ninguém para finalizar. Os minutos finais seguiram bem parelhos, com poucas chegadas. Com 46, de cabeça, Wallace Lima até tentou, porém a finalização foi fraca. O lance foi o ato final da primeira etapa, que ficou no 1 a 1.

2º TEMPO

O segundo tempo lembrou muito a etapa inicial. O Moto marcou em cima e logo recuperou a posse de bola. A primeira boa chance veio aos 4 minutos, quando Cleitinho bateu colocado, mas a bola foi à direita de Ewandro, pela linha de fundo.

Em segundo tempo discreto, Papão do Norte seguiu melhor que o CRB - Foto: Hiago Ferreira / Moto Club

A pressão seguiu contra o gol regatiano. Com 19 minutos, em bola levantada na área por Everton Silva, a bola foi direto no gol e Ewerton novamente apareceu para defender. Antes de a defesa afastar, a redonda ainda tocou na trave. O desenho do segundo tempo ficou bem claro: com o CRB se defendendo e o Rubro-Negro utilizando-se de jogadas aéreas.

Allan Aal mudou a equipe, porém, sem seus titulares, deu oportunidade para alguns jogadores que vinham atuando com menos frequência. As tentativas do Regatas vieram, em grande maioria, em bolas lançadas do campo de defesa, porém, sem sucesso.  Os jovens Dudu e Calyson tentaram muito pelo lado esquerdo de ataque, entretanto, pararam na boa defesa maranhense.

Em um clima bem amistoso, os minutos finais foram garantindo um empate de cavalheiros. Adriano Barros Carneiro indicou mais cinco minutos de acréscimos, pouco aproveitados pelo Galo da Praia. Quem aproveitou pra valer foi o jovem atacante Gustavo, que aos 48 minutos mudou a história da partida. Em um vacilo coletivo da defesa regatiana, Gustavo invadiu a área com o domínio da bola e mandou um petardo no fundo das redes de Ewerton.

O lance foi o último do embate e o que garantiu a boa vantagem do time maranhense para o segundo encontro, que acontece no dia 16.

Atacante Gustavo foi o grande herói da partida com gol aos 48' do segundo tempo - Foto: Reprodução/Moto Club

Ficha técnica

Moto Club - João Paulo; Diego Renan, Keven, Weder (Rodrigo Barreto) e Esquerdinha; Vander, Jeff Silva (Codó), Cleitinho (Gustavo) e Henrique (Everton Silva); Márcio Diogo e Wallace Lima (Ronald Camarão). Técnico: Marcinho Guerreiro

CRB - Ewerton; Celsinho, Ewerton Páscoa, Frazan (Caetano) e Alexandre Melo; Marthã, Wesley (Carlos Jatobá) e Renan Bressan (Dudu); Emerson Negueba (Erik), Calyson e Júnior Brandão (Allan James). Técnico: Allan Aal

Cartões amarelos - Vander (Moto Club); Dudu (CRB); Marcinho Guerreiro (Moto Club); Gustavo (Moto Club)

Árbitro - Adriano Barros Carneiro (CBF-CE)

Assistentes - Renan Aguiar da Costa (CBF-CE) e Jorge Fernando Teixeira Bandeira Filho (CBF-CE)

Quarto árbitro - Raimundo José Chagas Araújo (CBF-MA)