Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > esportes > ALAGOANO

Com show de Nayara, CRB vence o Acauã de virada e é campeão do Alagoano Feminino: 4 a 1

Galo sofre susto no primeiro tempo, mas faz valer o favoritismo para conquistar seu primeiro título na história

Alagoas é vermelho e branco pela primeira vez na história do Alagoano Feminino. Na tarde deste sábado (9), no Estádio da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), o CRB venceu as meninas do Acauã na grande decisão do estadual feminino. Após tomar um gol na primeira etapa, as regatianas conseguiram a vitória e o título inédito após 4 a 1. O placar foi construído com gols de Fran, Nayara (duas vezes) e Paulinha, para o Galo. Lais fez para o Acauã.

O CRB entra no hall dos campeões alagoano feminino, com seu primeiro título. O clube regatiano junta-se a UDA (8 títulos), CESMAC (2 títulos) e ECA (1 título). Lembrando que como a UDA já está no Brasileirão A-2, o Galo será o representante de Alagoas na próxima competição da CBF: o Brasileirão Feminino A-3. O CRB ainda foi campeão com 100% de aproveitamento.

Leia também

O jogo

A proposta foi clara desde o primeiro minuto. O Acauã se defendia do melhor ataque do campeonato. A situação funcionou durante os primeiros 45 minutos, já que o clube azul teve um pênalti ao seu favor, com 28 minutos. Lais bateu bem, sem chances para a goleira regatiana. O empate só veio na etapa final, aos 21', com Fran. A atacante aproveitou a falha na saída, recebeu de Nayara e marcou o primeiro do CRB.

Nayara que foi o nome da final. Depois da assistência para o primeiro gol, a camisa 7 fez linda roubada, aos 28, e mandou no ângulo para virar. A jogadora ainda conseguiu matar a partida aos 40, com uma pintura. Nayara recebeu de Ceará e mandou um petardo da entrada da área para o 3 a 1.

O Acauã sofreu com lesões ao longo do segundo tempo e não se segurou mais no campo de defesa. Aos 46 minutos, Paulinha recebeu da artilheira Thamara e matou o jogo com um histórico 4 a 1, que deu o estadual para o CRB.

A festa do CRB:

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Tags

Relacionadas