Ataque do CSA quer ser mais efetivo contra o Vila Nova

Ataque azulino não funcionou no jogo contra o Sampaio Corrêa e placar ficou no 0 a 0, no Rei Pelé

Neste fim de semana, contra o Vila Nova-GO, o CSA tentará dar um fim numa marca que tem tirado o sossego do torcedor azulino desde o início da Série B: a ausência de gols marcados. A sequência de dois jogos sem balançar as redes adversárias vem logo após o empate, por 1 a 1, no clássico estadual contra o CRB, válido pelo jogo de volta da final do Alagoano.

Contra a equipe goiana, o time do técnico Bruno Pivetti espera superar o arqueiro rival para passar a trabalhar com mais tranquilidade.

A fase individual dos atacantes não é das melhores. Por isso, o time marujo deve anunciar o atacante Yago, do Athletico, com chegada prevista para esta quinta (10) à noite, segundo informou o presidente azulino, Rafael Tenório, à Gazeta de Alagoas.

“Estamos acertando com o atacante Yago, do Athletico, que jogou no ano passado no Cuiabá. Ele vem por empréstimo. É um jogador jovem e tem a base toda no Athletico”, explicou o superintendente de futebol do Azulão, Lumário Rodrigues.

CHANCES PERDIDAS

No empate sem gols de sábado (5), contra o Sampaio Corrêa, o CSA criou pelo menos três chances claras de gols. Duas estiveram nos pés do centroavante Iury Castillho. Outra foi desperdiçada pelo atacante Silvinho. Dito isso, a falta de capricho influenciou no resultado. Está claro que o técnico Bruno Pivetti precisa fazer ajustes no ataque. Artilheiro do time na temporada, com 12 gols, Dellatorre voltou de lesão há pouco tempo e ainda precisa adquirir ritmo nos treinos.

Ciente de que precisa melhorar o poderio ofensivo na competição, Pivetti demonstrou tranquilidade, ao afirmar que crê plenamente na evolução de sua equipe. “Não é esse o número de pontos que esperávamos conquistar nas duas primeiras rodadas, mas temos um campeonato inteiro pela frente e tenho convicção de que esse grupo vai mostrar coisas grandes na Série B”.

COLABORADOR

Convidado para ser colaborador do Departamento de Futebol do CSA, Herbson Paulino iniciou os trabalhos nessa quarta (9). Em conversa com o ge/AL, ele disse como deve atuar no clube.

“A depender das orientações, vamos em busca dos reforços pontuais para minimizar os riscos de erros. Claro que o objetivo é sempre o de acertar, junto aos outros setores do CSA, para fazer um trabalho de excelência”.

Com a volta de Raimundo Tavares ao CSA e com Herbson colaborando no futebol, o clube não terá mais a figura do executivo de futebol. O colaborador será o elo entre o elenco e a direção.

“Recebi e decidi aceitar o convite do CSA. Chego para agregar, para dar o meu máximo em busca dos objetivos traçados pelo clube. Vamos nos reunir com a diretoria, comissão técnica, nos inteirar do que já vem sendo executado e dar sequência ao trabalho”, disse Paulino.