Imagem
Menu lateral
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > esportes > ALAGOANO

ASA perde para o Remo por 1x0 e segue na zona de rebaixamento da Série C

Alvinegro faz bom primeiro tempo, mas toma gol no segundo e não consegue reação; time de Arapiraca é 9º colocado e vai para novo desafio fora de casa

Não deu para o ASA. O time alvinegro até fez uma boa partida

e, por isso, merecia melhor sorte na noite desta segunda-feira (24), no

Leia também

encerramento da 11ª rodada da Série C. No Mangueirão, em Belém, o Alvinegro

encarou o Remo e por muito pouco não deixou a primeira etapa em vantagem no

marcador. Porém, tomou o gol no segundo tempo e, mesmo tentando até o último

minuto, deixou a capital paraense sem somar ponto.

E o Gigante vendeu caro o resultado no Pará. Isso

porque o ASA também perdeu uma invencibilidade de seis partidas na competição

e, com o jejum de vitórias (que completou três partidas), é apenas o 9º colocado,

ainda com nove pontos, superando o lanterna Confiança-SE apenas pelo saldo de

gols.

Sem perder tempo, o time comandado por Marcelo Vilar já

começa a voltar suas atenções para o compromisso do próximo sábado, quando, às

16 horas, vai encarar o Sampaio Corrêa-MA, em novo desafio fora de casa. O

Remo, por sua vez, foi a 16 pontos. Agora, o time azulino é o 3º colocado, já

que supera o mesmo Sampaio pelo saldo de gols, tendo pela frente o Cuiabá-MT,

em duelo marcado para a segunda-feira (31), na Arena Pantanal.

Veja como foi a partida em Tempo Real!

ASA pra cima

O ASA entrou em campo disposto a fazer uma grande partida, precisando somar ponto fora de casa para deixar a zona da degola. Com o retorno de Leandro Kível, recuperado de lesão, o artilheiro alvinegro fez dupla de ataque com Jhulliam, dando trabalho à equipe paraense no primeiro tempo. Porém, quem primeiro chegou com perigo à meta adversária foi o Remo, logo aos seis minutos, quando Léo Rosa recebeu de Pimentinha e cruzou para Dudu, que testou para fora.

Mas o Alvinegro marcava em cima e criou ao menos três chances de abrir o marcador no Mangueirão. Numa delas, aos 19, Jhulliam dominou pela direita e, desequilibrado, viu a bola sobrar para o meia Doda, que fintou o marcador e chutou rasteiro, acertando o poste direito do goleiro. A redonda ainda acertou as costas de Vinícius e saiu pela linha de fundo, para alívio do torcedor remista.

E apesar da dificuldade no quesito conclusão, o Remo - que promoveu a estreia do volante França - seguiu um pouco melhor, chegando bem em outras três oportunidades. A melhor delas veio já nos acréscimos, aos 45, quando o meia Eduardo Ramos recebeu pela direita e cruzou fechado. O atacante Luiz Eduardo desviou na pequena área, mas tocou para fora, à direita do goleiro Carlão.

Gol de início 

E quando a bola rolou para o segundo tempo, o ASA criou grande chance logo com cinco minutos, quando, em rápido contragolpe, Jhulliam recebeu pela direita e chutou forte da entrada da área, mas Vinícius saltou no ângulo superior direito e espalmou para escanteio.

Como quem não faz, leva, o Gigante acabou punido dois minutos depois, quando Leanderson, nauseado, já havia dado lugar ao também volante Nata. Em contra-ataque veloz, o atacante Pimentinha arrancou pela direita e tocou para Flamel, que também havia entrado no segundo tempo e, livre de marcação, tocou na saída do goleiro Carlão, fazendo a festa da torcida azulina: 1x0.

O Remo ainda teve boa chance aos 14 minutos, mas o ASA foi quem partiu para cima, criando duas oportunidades de igualar a disputa, como aos 18, em chute forte de Nata, que viu a bola passar raspando o travessão.

Um minuto depois, Marcelo Vilar trocou Djalma por Rafael Tavares, com o ASA mantendo a postura ofensiva. Porém, o time visitante teve dificuldade para concluir em gol nos minutos finais. Já aos 36, o treinador alvinegro queimou sua última substituição - Kanu entrou no lugar do meia Doda.

Em busca do gol a todo custo, o ASA se expunha ao contragolpe. Por isso, quase tomou o segundo aos 44, quando o meia Eduardo Ramos foi lançado nas costas da zaga, mas tocou por cima de Carlão.

O Alvinegro ainda teve mais uma chance de empatar aos 48, no último lance da partida, com Jhulliam saindo na cara do gol e chutando por cima, com o atacante alvinegro sem acreditar na chance que desperdiçara.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na App Store

Tags

Relacionadas