Após derrota para o Botafogo, CSA enfrenta Remo pela Segundona visando se recuperar na competição

Partida é neste domingo (1º), às 18h15, no Baenão, em Belém-PA, pela 15ª rodada

O CSA enfrenta o Remo, no estádio Baenão, neste domingo (1º), às 18h15 (horário de Brasília), pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. A equipe alagoana é a 12ª na tabela com 18 pontos e vem de derrota para o Botafogo, em partida adiada da 6ª rodada. Por sua vez, o Leão Azul tem 16 pontos, ocupa o 13º lugar e perdeu para o Avaí na última quarta-feira (28), também em partida postergada.

Até então, sucederam-se seis confrontos entre os times na história e o Azulão é superior com três vitórias e 10 gols marcados, o que corresponde a 57% de aproveitamento. Contudo, pela 2ª fase da Copa do Brasil em abril, o Remo eliminou o time marujo nos pênaltis por 6 x 5, depois de empatar por 1 x 1, em Maceió, no tempo normal.

Cenário

Frustração. Esse foi o sentimento do treinador Ney Franco e da torcida azulina com o desempenho do CSA contra o Botafogo, no Engenhão. A equipe cometeu falhas graves e o ataque não produziu. O atacante Gabriel, muito explorado pelo lado esquerdo no jogo pelo alto, reiterou o baixo número de jogadas. Foram dois chutes no alvo de seis finalizações, em todo o jogo. Logo, viu o Fogão dominar as ações do jogo, levou um gol em cada tempo e somou a 6ª derrota no torneio.

CSA caiu para o Leão Paraense na Copa do Brasil - Foto: Ailton Cruz

A situação do Remo também não é das melhores. Os azulinos sofreram a 2ª baixa seguida ao perderem para o Avaí, por 1 x 0. A equipe estava até melhor, com o controle da partida, na avaliação do treinador Felipe Conceição, porém faltou agressividade maior. Nos minutos finais, viu Júnior Dutra, de pênalti, fazer 1 x 0 a favor dos anfitriões. Assim, o Leão deixou escampar um ponto importante e está há quatro pontos da Ponte Preta, primeira 17ª colocada na zona de rebaixamento.

Remo

Conceição está convicto na recuperação do time. Mesmo com a derrota, o comandante disse que os jogadores voltaram a jogar dentro do padrão por implementado de conseguir defender e atacar. O gol sofrido foi uma infeliz consequência, assegurou o treinador, que também culpou o calendário da Série B porque a equipe fez quatro jogos em 10 dias, cansando os jogadores. Quanto a atuação dos atletas, e agradou do meia Arthur, e o meia-atacante Matheus Oliveira, de 23 anos, recém-contratados.

Diante disso, ambos têm grande chance de começaram jogando neste domingo. Até o momento, Arthur fez 10 partidas pela equipe, mas sempre entrando na etapa complementar. Já Matheus estava no Atlético-GO disputando a primeira divisão do futebol brasileiro e foi contratado no dia 17.

Antes da derrota para o Londrina, o Remo tinha somado três vitórias consecutivas contra o Brusque, a Ponte Preta e o Cruzeiro. Mas o resultado adverso não abalou a equipe, que vem em busca dos três pontos.

Felipe Conceição conseguiu tirar o Remo do Z-4 - Foto: Samara Miranda/Ascom Remo

Por fim, um Remo deve entrar em campo com a seguinte escalação: Vinícius; Thiago Ennes, Kevem, Romércio e Igor Fernandes; Anderson Uchôa, Marcos Júnior (Arthur) e Felipe Gedoz; Dioguinho, Erick Flores e Victor Andrade.

CSA

Agora, o foco é voltar a vencer, e para esse duelo o comandante conta com o volante Yuri, recuperado de virose. Além disso, pediu para o atacante Iury e zagueiro Tito, reforços caseiros, se juntassem à delegação no Rio de Janeiro. O primeiro está recuperado de lesão sofrida na 7ª rodada, e o segundo pode ser opção para substituir o zagueiro Matheus Felipe, suspenso do pelo 3º cartão amarelo.

Ainda, deve colocar o atacante Reinaldo, autor do gol da vitória sobre o Operário, uma vez que o centroavante Bruno Mota também sentiu sintomas de virose. Desde a chega de Ney Franco, o CSA já contratou três atletas: os laterais Ernandes e Éverton Silva, e, recentemente, do meia-atacante Marquinhos. Este último ainda vai estrear.

Iury volta ao time do CSA após se lesionar na 7ª rodada - Foto: Ailton Cruz

Para além desses reforços, Ney Franco vai manter a base que atuou contra o Fogão. Nesse sendo, uma provável escalação do CSA: Thiago Rodrigues; Yuri, Lucão, Fabrício e Ernandes; Geovane, Silas e Renato Cajá; Dellatorre, Gabriel e Reinaldo.

Arbitragem

A arbitragem também virá do Norte do Brasil. No apito, teremos Alisson Sidnei Furtado (CBF/TO), já como assistentes a responsabilidade estará por conta de Fábio Pereira (CBF/TO) e Cipriano da Silva Sousa (CBF/TO). O quarto árbitro será Joelson Nazareno Ferreira Cardoso, da Federação Paraense.