Após 18 meses, Rei Pelé recebe público reduzido em jogo do CSA pela Série B

Em breve, a Gazetaweb e o Timaço da Gazeta trarão as emoções do duelo contra o Botafogo, pela 25ª rodada, em tempo real. Fique ligado, torcedor!

O momento tão esperado chegou, torcedor. Daqui a pouco, às 19h, o Estádio Rei Pelé receberá torcedores, pela primeira vez, depois de passar 18 meses de portões fechados devido à pandemia da Covid-19.

O sócio-torcedor adimplente do CSA vai poder acompanhar a equipe contra o Botafogo, pela 25ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro de 2021. É um voto de confiança que o poder público de Alagoas dá às equipes e às torcidas dos clubes alagoanos.

No sábado (25), às 18h30, em Maceió, os apoiadores do CRB vão poder assistir de pertinho aos jogadores do Galo da Praia contra o Avaí, pela 26ª rodada.

A última partida do Azulão com público foi em 15 de março, quando, já eliminado, goleou por 4 a 0 e tirou o Freipaulistano da Copa do Nordeste. No período, Victor Paraíba e Michel Douglas balançaram as redes no primeiro tempo, já na segunda etapa, Alecsandro e Allano marcaram para os donos da casa.

Dia 15 março de 2022 foi a última vez que o Rei Pelé recebeu torcedor - Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas

Nesta quinta-feira (23), o governo do Estado publicou um decreto com regras, autorizando a volta gradual das torcidas aos estádios de futebol. Assim, no máximo, 3 mil pessoas (30% da capacidade, do público local) ocuparão as arquibancadas do Trapichão.

Para entrar no estádio, o torcedor deve usar máscara, apresentar o cartão de vacinação com duas doses, dose única ou teste negativo de Covid-19 feito até 72h antes da partida, junto com o documento de identificação com foto (RG).

Também está proibida a venda de bebidas alcoólicas e de alimentos na arena, e deve-se respeitar o distanciamento social de um metro na arquibancada. Este é o primeiro evento-teste na capital, assim como aconteceu em outros estádios pelo Brasil, como no Mané Garrincha, no jogo entre Flamengo e Olímpia, pela quartas de final da Libertadores, em agosto.

À época, Edmilson Oliveira, gerente administrativo do CSA, Lucas Ramires, gerente de marketing do CRB, e Júnior Beltrão, diretor administrativo da FAF, estiveram em Brasília e tiveram uma experiência positiva.

Quando a pandemia do novo coronavírus começou, em 11 de março de 2020, o segmento esportivo foi um dos mais prejudicados. Na última sexta-feira (17), o Conselho Técnico da CBF definiu o retorno de público na competição. Agora é a vez de o 12º torcedor alagoano sentir a emoção de retornar ao gramado graças ao avanço da vacinação em todo o país.