Apesar de não conquistar o acesso, Didira reconhece a entrega do elenco do CSA em 2021

Meia já começa a projetar a temporada de 2022 e revela motivação para o próximo ano

Foi por muito pouco. Por questão de alguns minutos, o CSA não conseguiu chegar à Série A de 2022. A vitória por 4 a 0 sobre o Brasil-RS não foi suficiente, já que dependia de um tropeço de CRB e Avaí. O rival ajudou com sua derrota, mas os catarinenses conseguiram a vitória nos últimos minutos de jogo.

Didira lamentou não ter conquistado o acesso, porém, enalteceu a luta do elenco no campeonato, que começou bem ruim para o CSA, lutando na parte de baixo, mas, no decorrer da competição, brigou pelo acesso até a última rodada.

“Infelizmente não conquistamos o acesso, que era um sonho de todos no clube. Brigamos, lutamos e demos o máximo até o último minuto, mas valeu a entrega do grupo e a intensidade que tivemos durante o ano. Esse elenco foi muito guerreiro do início ao fim", destacou o meia.

Com o fim da temporada, os jogadores do elenco azulino ganharam as tão esperadas férias. Mas engana-se quem pensa que é só nisso que os atletas estão pensando. Didira já começou a projetar 2022, com muita briga para atingir os objetivos.

"Agora é começar a projetar 2022. Tenho certeza que faremos um grande ano com a camisa do CSA novamente e chegaremos aos nossos objetivos. O elenco tem uma base boa e será fortalecido pela diretoria", disse o jogador.

Didira voltou ao CSA no decorrer dessa temporada e disputou sete jogos com a camisa do Azulão no ano. O experiente meia, ao falar da próxima temporada, não esconde a motivação para continuar fazendo história com a camisa azulina.

"Estou muito motivado para a próxima temporada e na expectativa para ela. Vou trabalhar muito para ajudar o CSA a conquistar seus objetivos", completou.