Imagem
Menu lateral
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > esportes > ALAGOANO

Abin afasta risco de terrorismo durante revezamento da tocha em Alagoas

Passagem da chama olímpica contará com 1.300 homens fazendo a segurança

Durante o período em que a chama olímpica estiver passando por Alagoas, durante o revezamento, cerca de 1.300 homens ligados à segurança pública e aos órgãos de trânsito estarão imbuídos de fazer o monitoramento em tempo integral. Haverá uma sala de controle integrado, que vai funcionar 24 horas na sede da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) e militares das Forças Armadas vão se envolver na segurança da mesma forma. A Agência Brasileira de Inteligência (Abin) afastou qualquer possibilidade de risco de atentato terrorista em Alagoas.

Informações mais específicas de como será a passagem do símbolo das Olimpíadas Rio 2016 por Alagoas foram apresentadas durante entrevista coletiva, na manhã desta sexta-feira (27), em um hotel na orla de Maceió. Membros da comissão organizadora do revezamento e do controle de segurança foram os responsáveis por divulgar os dados. 

Leia também

A maior preocupação da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) é com relação aos problemas urbanos, como protestos, bloqueios e violência. Por isso, a agência informou que fez um levantamento de cada município e entregou às Forças Armadas. Nenhum detalhe dele foi informado. A agência pede para a população prestigiar o evento com tranquilidade, pois todas as medidas para garantir a segurança do público estarão sendo adotadas. 

O representante da Abin em Alagoas, Ari Maia, assegurou que não houve qualquer registro oficial de ameaça internacional (a exemplo de terrorismo). Mas, a própria agência informou, à Gazetaweb, em outra ocasião, que fez o monitoramento e analisou a vulnerabilidade de cada cidade por onde a tocha passaria. 

Os responsáveis pela segurança disseram que serão utilizados 720 policiais militares, 30 civis, 60 bombeiros, 10 integrantes da Perícia Oficial e mais homens da Guarda Municipal e agentes da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) das cidades escolhidas para o percurso da chama olímpica. 

Serão usadas mais de 100 câmeras de videomonitoramento, uma aeronave, haverá um 'grupo tático' para casos especiais, um delegado de plantão em cada cidade e os bombeiros ficarão atentos para qualquer ocorrência de socorro. A SMTT de Maceió informou que vai intensificar a fiscalização e usar guincho. Cerca de 30 bloqueios serão feitos com o suporte da Guarda Municipal em Maceió. 

Revezamento

Em Alagoas, a tocha vai passar por São Sebastião, Arapiraca, São Miguel dos Campos, Maceió, Murici e União dos Palmares. Serão cerca de 500 km percorridos no estado. O revezamento já percorreu cerca de 8 mil quilômetros. No total, devem ser percorridos 20 mil quilômetros por terra e 10 mil milhas por ar.

A tocha vai passar por 300 cidades no Brasil e será carregada por 12 mil pessoas. Nesta sexta, o fogo olímpico passará por cidades de Pernambuco e da Bahia. Serão 95 dias de revezamento, terminando no Rio de Janeiro. São 6 lanternas que garantem que a chama usada no Brasil é a mesma da Grécia. Os condutores ficam posicionados a cada 200 metros. Um "acende" a chama do outro.

Imagem ilustrativa da imagem Abin afasta risco de terrorismo durante revezamento da tocha em Alagoas

João Tenório de Araújo tem 41 anos e vai carregar a tocha em AL

FOTO: Eduardo Almeida

João Tenório de Araújo, de 41 anos, é paratleta e vai carregar a tocha olímpica em Alagoas. Ele receberá a tocha no bairro de Jatiúca e seguirá com ela por 200 metros. Ele é especialista em paratletismo e compete em lançamento de disco e de dardos e arremesso de peso. Participou do Open Internacional, quando ficou em segundo lugar, mas ainda não conseguiu o índice para disputar as Paraolimpíadas.

"É uma emoção muito grande carregar a Tocha Olímpica, principalmente para quem é atleta e sabe o significado e a importância da chama. É uma sensação indescritível", comenta.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na App Store

Tags

Relacionadas