Técnico do ASA diz que, mesmo com reforços, elenco não está fechado

Segundo Paulo Roberto Santos, todo bom jogador é bem-vindo, principalmente dependendo da carência do grupo, que será analisada no decorrer da Série D

Já familiarizado com o ambiente do ASA, o técnico Paulo Roberto Santos, em entrevista coletiva, na tarde desta segunda-feira (24), disse que, mesmo com os jogadores já contratados, até o momento, o elenco não está fechado. "No futebol não existe elenco fechado. Eu acho que todo bom jogador é bem-vindo e, principalmente, dependendo da carência do nosso grupo. Isso aí nós vamos analisar no decorrer da competição (Série D)".

Até o momento o ASA contratou os zagueiros Victor Pereira e Gabriel, o volante Marquinhos, os laterais esquerdos Thallyson e Foguinho, o lateral direito Iranilson e o atacante Dudu. Por outro lado, o clube dispensou, nesta segunda (24), cinco jogadores: o lateral esquerdo Wendel Nery, os meias Alanderson e Bruninho, o lateral direito Lázaro e o atacante Chuck.

O treinador comentou também que, em conversa com o presidente do Alvinegro, Rogério Siqueira, já tinha falado sobre algumas posições de jogadores as quais ele já sentia a necessidade de iniciar as contratações, mesmo antes de terminar as avaliações com relação a todo o elenco.

"Isso tudo aí foi viabilizado pela diretoria do clube, por meio do nosso o presidente. Fizemos essas contratações e agora temos que observar um pouco mais na sequência dos trabalhos, até na sequência da competição. Aquelas contratações que foram necessárias para que nós pudéssemos iniciar a competição já foram feitas. Mas temos aí mais dois ou três jogadores para chegar, mas só vamos divulgar no momento que o nosso presidente achar melhor e no momento em que estivermos com os atletas já treinando, para que possamos ter esse grupo já treinando para iniciar a competição", disse.

O comandante revelou, ainda, que o ASA deverá fazer um amistoso. "Provavelmente deveremos fazer um amistoso, pelo menos um. Nós temos feito trabalhos intensos, bem de acordo com aquilo que vamos necessitar nas partidas, trabalhos em campo reduzido, de posse de bola, marcação, pressão, marcação alta, marcação baixa. Tudo isso aí nós temos feito", encerrou Paulo Roberto.

Receba notícias da GazetaWeb no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta acessar a nossa comunidade:

https://4et.us/rvw00p