De olho na liderança do Grupo 4, ASA visita o Atlético de Alagoinhas na última rodada da Série D

Já classificado para a 2ª fase, Alvinegro encara o lanterna do grupo e ainda torce por um tropeço do Lagarto para avançar em 1º

O ASA tem seu último jogo, antes da fase de mata-mata da Série D, neste sábado (16), às 16 horas. O Alvinegro entra em campo pela 14ª rodada do Grupo 4 da competição, visitando o lanterna Atlético de Alagoinhas, na Arena Carneirão, na Bahia. Apesar dos dois clubes já definirem suas vidas, para o clube arapiraquense busca a liderança do grupo.

Como chegam?

O Fantasma está em clima de festa. A vitória sobre o Santa Cruz, na semana passada, classificou o time arapiraquense para a 2ª fase, matematicamente. Assim, o ASA está na 2ª posição do Grupo 4, agora com 22 pontos. Porém, apesar da vaga garantida, o objetivo final é terminar em primeiro ou em segundo. Se isso acontecer, o Gigante terá a vantagem de decidir em casa no mata-mata.

O Atlético de Alagoinhas, por outro lado, vai cumprir tabela para encerrar sua temporada de 2022. Apesar do título do Campeonato Baiano, a campanha foi uma grande decepção. O Carcará chega na rodada final em último, com apenas 10 pontos. A única motivação que o clube baiano pode ter é não terminar na lanterna do grupo, já que pode ultrapassar o CSE.

Gigante conseguiu sua classificação após vencer o Santa Cruz no Fumeirão - Foto: Ailton Cruz

ASA

Para chegar na liderança do Grupo 4, o ASA tem uma combinação simples, mas não tão fácil. Primeiro, precisa fazer sua parte e vencer o Atlético. Após isso, ainda precisa que o Lagarto empate ou perca para o Santa Cruz, no Recife. Lembrando que todas as partidas da rodada acontecem no mesmo horário.

Mesmo com a possibilidade de chegar no topo, o técnico Jota deve utilizar o duelo para fazer alguns testes e, talvez, rodar o elenco. Muitos jogadores estão suspensos, como Júnior Viçosa, Cristian Lucca e Roger Gaúcho. Para substituí-los, Jota pode apostar em Ermínio, Brumati e Diego Rosa, respectivamente. Porém, com a volta de Zé Wilson, Colina pode brigar por uma vaga mais adiantado.

A escalação ainda é grande dúvida. Assis pode ficar no lugar de Alysson Dutra na lateral esquerda, por exemplo. Xande, que fez gol contra o Santa, é outro que pode aparecer. Assim, o Gigante deve atuar com: Renan Rinaldi; Michel Tiago, Benne, Brumati e Assis (Alysson Dutra); Marcão (Jorginho), Zé Wilson e Anderson Feijão; Diego Rosa (Colina), Xande e Ermínio.

Novamente suspenso, Roger Gaúcho desfalca o ASA contra o Atlético - Foto: Ailton Cruz

ATLÉTICO DE ALAGOINHAS

A passagem frustrante do Atlético na Série D de 2022 teve um capítulo duro na semana passada. Já sem chances, a equipe foi massacrada pelo Lagarto, em uma acachapante derrota por 4 a 1. Diversos fatores contribuíram, ainda mais porque os principais atletas já foram embora. Inclusive, o técnico Zé Carijé não estava no banco por um problema de saúde.

De volta, o treinador não deve mudar muito a equipe. Dos principais atletas da temporada, apenas Giovane e Thiaguinho seguem na equipe. Apesar das boas atuações no início do ano, não conseguiram impedir o desastre no Nacional. Antes da rodada, o Carcará tinha a segunda pior defesa do grupo, com 21 gols sofridos, além de ter o terceiro pior ataque.

Sem muito o que fazer, Zé vai o que tem. A escalação deve ter: John; Rafael, Dedé, Lidio e Allef; Giovane, Jeferson e Rikelm; Christian, Thiaguinho e Elly.

Arbitragem

Comum na primeira fase da Série D, apenas o árbitro principal não será do estado do time mandante. Com isso, Grazianni Maciel Rocha (CBF/RJ) apita o confronto. Como seus assistentes, terá Marcus Vinicius Ferreira de Souza (CBF/BA) e Patricia dos Reis do Nascimento (CBF/BA). O 4º árbitro será Edvalter Marinho dos Santos (CBF/BA).

Receba notícias da GazetaWeb no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta acessar a nossa comunidade:

https://4et.us/rvw00p