CSA se despede da temporada em duelo com o Amazonas pela Série C

Sem chances de classificação, equipe azulina apenas cumpre tabela contra a Onça Pintada já classificada

Chegou o dia de dizer até logo para o CSA. A equipe azulina entra em campo logo mais, às 16 horas, para fazer sua última partida na temporada 2023. E o jogo não será nada fácil, pois o Azulão vai encarar o Amazonas, no Estádio Carlos Zamith, em Manaus, pela última rodada da 1ª fase da Série C.

Situações

Em clima de velório pela eliminação precoce, o CSA não tem muito o que fazer em termos de tabela. Com o empate por 0x0 com o Remo, na rodada passada, somado à vitória do São Bernardo, os marujos ficaram sem chances de classificação. Na tabela, o Azulão é apenas o 11º, com 24 pontos. Na melhor das hipóteses, os alagoanos podem terminar em nono.

Se em Alagoas as coisas estão péssimas, para o Amazonas é só alegria. A Onça Pintada, fundada somente em 2019, fez uma campanha de dar inveja na primeira fase e está classificada para a próxima fase de maneira antecipada. Em 4º lugar, com 29 pontos, o time aurinegro briga para definir em que grupo vai ficar na 2ª fase.

Ataque do CSA nesta temporada foi uma decepção - Foto: Ailton Cruz

CSA

O clima da semana foi péssimo no CT Gustavo Paiva. Não houve treinos abertos, tampouco pronunciamentos por parte de jogadores ou diretoria. Assim, o ambiente para o confronto de logo mais é de morosidade.

O que se sabe é que Marcelo Cabo mudará sua equipe titular. Primeiro, ele não terá a presença do zagueiro Ednei, que está suspenso pelo terceiro amarelo e provavelmente não renovará contrato.

As outras situações são por conta de negociações no mercado de transferências. Quatro jogadores considerados titulares não viajaram com a delegação, por estarem de saída. Inclusive, há uma preservação, para que não se lesionem. São eles: Tomas Bastos, Rafael Forster, Iago Teles e o destaque do time, Gabriel Taliari.

Taliari não joga mais pelo CSA - Foto: Ailton Cruz

A defesa, que será a primeira a ser modificada, deverá ter a dupla Paulo César e Tito ou Alex Trindade, que ainda não estreou. As laterais possivelmente não sofrerão mudanças, com Arnaldo e Ernandes. Já o ataque ganha o retorno de Jô, que pode fazer um trio com Ray Vanegas e Robinho. Júnior Todinho segue lesionado.

No meio-campo é onde há a maior dúvida. Entretanto, Rhayner é o mais cotado. Apesar de muito mistério, o CSA deve enfrentar o Amazonas com: Dalberson; Arnaldo, Paulo César, Alex Trindade (Tito) e Ernandes; Bruno Matias, Moisés Ribeiro e Marciel (Yago Henrique); Ray Vanegas, Robinho (Ruan) e Jô.

AMAZONAS

O Amazonas já poderia estar com a cabeça na segunda fase, mas o foco segue mantido para este duelo com o CSA. A equipe tem oscilado nesta reta final, já que só conseguiu uma vitória em sete jogos. Inclusive, ainda há interesse na vitória. Se terminar em 2º ou 3º, a Onça entra em um grupo teoricamente mais acessível na segunda fase. Se ficar em 4º, fica no grupo do líder.

Para o jogo, o jovem técnico Rafael Lacerda não estará disponível, pois foi expulso contra o São José. Assim, quem assume à beira do gramado é o auxiliar João Antônio, que tem três novidades. Pensando na segunda fase, a diretoria aurinegra acertou a contratação do lateral direito Patric, do meia Ítalo e do atacante Igor Bolt.

Sassá é a grande estrela do Amazonas - Foto: João Normando

Inclusive, o trio já está regularizado, mas fica no banco de reservas. No gol, há um retorno garantido. O titular Edson Mardden cumpriu suspensão e fica na vaga de Marcão. O zagueiro Thiago Spice é mais um que está de volta e deve ser titular.

A expectativa é pelo retorno dos dois principais destaques do time: Rafael Tavares e Sassá. O meia está lesionado há um tempo, enquanto o atacante foi poupado na rodada anterior. A dúvida deve seguir até a última hora. Mesmo assim, o Amazonas deve ter: Edson Mardden; Yuri Ferraz, Thiago Spice, Victor Sallinas (Jackson) e Charles; PH, Diego Fumaça e Diego Torres (Rafael Tavares); DG, Vini Locatelli e Luan Santos (Sassá).

Arbitragem

Rafael Martins Diniz (CBF/DF) comanda o confronto, com assistências de José Reinaldo Nascimento Junior (CBF/DF) e Lucas Torquato Guerra (CBF/DF). O quarto árbitro é Freddy Rafael Lopez Fernandez (CBF/AM).

Receba notícias da GazetaWeb no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta acessar a nossa comunidade:

https://4et.us/rvw00p