Dólar

0,31% R$ 5,18

Euro

-0,78% R$ 5,12

BitCoin

0,02% R$ 104489,98

Ibovespa

0,83% R$ 117197,82

Financiamento imobiliário recua 13% no primeiro semestre em Alagoas

Dados foram divulgados pela Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip)

Os financiamentos imobiliários com recursos das cadernetas do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) recuaram 13% em Alagoas no primeiro semestre deste ano, na comparação com o mesmo período do ano passado, de acordo com dados divulgados pela Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip).

Nos primeiros seis meses deste ano foram financiadas 1.888 unidades habitacionais. O valor total financiado foi de R$ 446,9 milhões. Com 529 unidades financiadas, maio foi o mês com mais unidades comercializadas. Abril, com 181 foi o que teve menos. No primeiro semestre do ano passado foram comercializadas 2.172 unidades, movimentando R$ 483 milhões.

Em todo o País, os financiamentos com recursos da poupança atingiram R$ 16 bilhões em junho de 2022. Segundo a Abecip, este foi não só o segundo melhor resultado do ano, mas também o segundo melhor para um mês de junho na série histórica do SPBE. “Trata-se de um volume expressivo, apesar da queda de 6% em relação a maio e de 18,6% comparativamente a igual período do ano passado, quando o SBPE registrou recorde histórico”, conta a Abecip.

No primeiro semestre de 2022, o montante de recursos de R$ 85,66 bilhões, apesar do recuo de 11,7% em relação ao mesmo período do ano passado, foi percebido como compatível com o comportamento da economia, conforme já esperado pela Abecip no início do ano. Nos 12 meses encerrados em junho, o montante financiado acumulou R$ 194,02 bilhões, alta de 9,2% em relação ao período precedente.

Foram financiados em junho de 2022, nas modalidades de aquisição e construção, 62,3 mil imóveis, terceiro melhor resultado do ano. Comparado ao mês anterior, houve recuo de 13,1% e, em relação a junho de 2021, a queda foi de 27,8%. Nos seis primeiros meses de 2022, foram financiados 355,32 mil imóveis com recursos da poupança do SBPE, resultado 15% inferior ao de igual período de 2021. Nos 12 meses encerrados em junho de 2022, foram financiados 803,7 mil imóveis com recursos da poupança do SBPE, resultado 17,5% superior ao dos 12 meses anteriores.

A poupança SBPE de junho voltou a registrar captação líquida negativa (-R$ 3,3 bilhões). Foi o segundo pior resultado para um mês de junho nos últimos 28 anos, confrontando a sazonalidade do período, marcada pela prevalência de resultados positivos. Com isso, a captação no primeiro semestre de 2022 acumula saídas líquidas de R$ 36,6 bilhões.

O resultado negativo de junho foi, no entanto, mais que compensado pelo crédito de rendimentos, de tal sorte que o saldo da poupança SBPE cresceu 0,2% em junho na comparação com o mês anterior. Em relação a junho do ano passado, houve queda de 1,3%.

JUROS MENORES

No mês passado, a Caixa Econômica Federal anunciou a redução das taxas de juros para o financiamento da casa própria. A medida afeta as linhas de financiamento envolvendo o Programa de Habitação Popular, tanto com recursos do FGTS, o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, quanto pelo Pró-Cotista. Para imóveis de até R$ 350 mil, as novas taxas foram reduzidas em cerca de um ponto percentual. Agora, os juros partem de TR, que é a taxa referencial, mais 7,66% ao ano para esse tipo de financiamento. Imóveis com valor entre R$ 350 mil e R$ 1,5 milhão tiveram um reajuste de meio por cento nas taxas de financiamento. Nesses casos, os juros partem de TR mais 8,16% ao ano.