Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
X
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > ECONOMIA

Comerciantes esperam faturar com venda de milho no São João

Véspera da festividade junina ocorre neste domingo (23)


				
					Comerciantes esperam faturar com venda de milho no São João
Comerciantes esperam faturar com venda de milho no São João. Ailton Cruz

A chegada das festividades juninas é também o momento de faturar com a venda de milho. Pelo menos é isso o que ambulantes que trabalham com o produto esperam. A expectativa dos comerciantes que tradicionalmente ocupam a Praça da Faculdade, no bairro Prado, em Maceió, é que as vendas melhorem e a procura pelo produto cresça nos dias que antecedem o São João, celebrado na próxima segunda-feira, 24 de junho.

Em entrevista à Gazeta de Alagoas, o vendedor Antônio Vasco da Rocha, que trabalha no mesmo local há 35 anos, disse que, neste ano, o movimento de clientes está mais fraco do que em 2023. “Eu achei melhor no ano passado do que neste ano, tá meio devagar, mas pode melhorar no fim de semana”.

Leia também

Antônio também mencionou que iniciou as vendas no dia 1º de junho e ficará no ponto até 3 de julho, durante os turnos da manhã e da tarde. O ambulante completou informando que as expectativas até o São João é que mais clientes apareçam. “Eu espero que melhore para a gente vender tudo. O melhor milho é aqui, no Antônio Vasco da Rocha”.

Os comerciantes que estão na Praça concordam que a perspectiva de lucro era maior do que está sendo. Allysson Calixto, que está no local há uma semana, declarou que o pouco fluxo de vendas implica no receio de ficar no prejuízo. “Ano passado estava muito melhor e a gente, que pega do fornecedor, tá com medo de comprar a mercadoria e não vender”.

Sobre o preço, Ivânio Bonfim informou que o valor da mão de milho está variando entre R$ 40 e R$ 60. Segundo o ambulante, há opções para cozinhar e assar, e também para fazer bolo e outros tipos de doces. No intuito de saber a perspectiva do público, o cliente conhecido como Júnior da Bike disse que não comprou uma mão inteira devido ao valor ofertado.

“Eu só vou comprar meia mão, porque tá caro. Tá a mesma coisa do ano passado”.

Assim como diversas famílias brasileiras, Júnior relatou que pretende seguir a tradição junina se reunindo com os parentes para comer milho assado e cozido durante o mês.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Relacionadas

X