Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > ECONOMIA

Chuvas: supermercados de Alagoas começam a restringir compra de arroz

Medida é preventiva e ocorre diante da possibilidade de desabastecimento do produto, afirmam empresários


				
					Chuvas: supermercados de Alagoas começam a restringir compra de arroz
Medida é preventiva e ocorre diante da possibilidade de desabastecimento do produto, afirmam empresários. Divulgação

O consumidor alagoano que foi ao supermercado nessa quinta-feira (9) se deparou com o racionamento de arroz em algumas lojas. Nas gôndolas, foi afixado aviso com a quantidade máxima que podia ser comprada por pessoa, que variava de três a cinco quilos.

A medida, segundo os empresários, é preventiva e ocorre diante da possibilidade de desabastecimento do produto, que tem no Rio Grande do Sul as suas maiores lavouras.

Leia também

A rede alagoana Unicompra limitou a compra de apenas cinco quilos de arroz por CPF. Em comunicado colocado nas prateleiras foi dito que a medida se deu em razão da equidade entre os clientes. Já o Atacadão só está permitindo a compra de dez fardos por cliente.

A rede alagoana Palato também chegou a limitar a compra a apenas três quilos por cliente, mas disse já ter retirado o comunicado das prateleiras e garantiu que o abastecimento está normal. O Unicompra também disse ter estoque do produto.

Por meio de nota, a Associação dos Supermercados de Alagoas (ASA) afirmou que ainda é cedo para avaliar o impacto da tragédia ocorrida no Rio Grande do Sul, como também prever alguns impactos potenciais no abastecimento de alimentos em Alagoas.

A orientação da entidade é que os consumidores adotem o uso consciente e não façam estoques dos produtos. “O setor supermercadista alagoano trabalha incansavelmente para garantir o abastecimento da população e não deveremos registrar a falta de quaisquer produtos”, garantiu o presidente da ASA Raimundo Barreto.


				
					Chuvas: supermercados de Alagoas começam a restringir compra de arroz
Chuvas: supermercados de Alagoas começam a restringir compra de arroz. Arquivo GA

À Gazeta, Barreto explicou que o Rio Grande do Sul é responsável por 70% do arroz brasileiro. “Apesar do que tem estoque aí, a colheita do arroz lá foi antes da enchente, mas vai atrapalhar no futuro”.

Barreto reforçou que é importante que a população compre de forma racional e não corra em busca do produto. “Acredito que hoje tem muita especulação também. É só uma questão de precaução, para não desabastecer a população de modo geral. É cedo ainda, muito cedo para a gente ter uma posição. Ainda é muito cedo para dizer como vai ficar o abastecimento. Vamos aguardar também”, orientou.

A Abras (Associação Brasileira de Supermercados) informou que os estoques e as operações de abastecimento do varejo estão normalizados. A entidade ainda revela que vai solicitar ao governo a abertura de importações para completar o abastecimento da população.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Relacionadas