Pelé não responde à quimioterapia e está em cuidados paliativos

Pelé tem 82 anos e trata um câncer no cólon no Hospital Albert Einstein, em São Paulo

O ex-jogador Pelé, internado desde a última terça-feira (29) no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, não responde mais à quimioterapia para tratar um câncer no cólon.

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, o ex-jogador de futebol está em cuidados paliativos exclusivos.

Aos 82 anos de idade, Pelé foi encaminhado ao hospital no início desta semana após apresentar um quadro de inchaço por todo o corpo.

Os exames iniciais indicaram quadro de anasarca (inchaço generalizado), síndrome edemigêmica (edema genrealizado) e insuficiência cardíaca descompensada. A quimioterapia foi suspensa e Pelé tem sido tratado com medicamentos para aliviar sintomas como dor e falta de ar, sem ser submetido a terapias invasivas.

Segundo o boletim médico mais recente, divulgado pelo Albert Einstein nessa sexta-feira (2/12), Pelé também foi diagnosticado com uma infecção respiratória, que tem sido tratada com antibióticos.

“A resposta tem sido adequada e o paciente, que segue em quarto comum, está estável, com melhora geral no estado de saúde. O ex-jogador continuará internado nos próximos dias para continuidade do tratamento”, consta no boletim, assinado pelos médicos Fabio Nasri, Rene Gansl e Miguel Cendoroglo Neto.