'Pantanal' leva para a ficção o estupro de crianças da vida real

Filó contará que foi jogada em currutela após ser estuprada, aos 12 anos, 'como tantas meninas'

Em sequência de cenas previstas para o capítulo 132 de "Pantanal", ainda longe de ir ao ar, Filó (Dira Paes) confirmará que sofreu abuso sexual quando tinha apenas 12 anos de idade. A família a colocou para fora de casa, envergonhada pela situação de que ela própria era vítima.

O enredo de Bruno Luperi, baseado na obra do avô, Benedito Ruy Barbosa, reforça assim um espelho da realidade, infelizmente ainda vigente nos dias atuais e muito presente no noticiário desses últimos dias, por meio do triste caso da criança de 10 anos, vítima de estupro, inicialmente impedida de fazer um aborto em Santa Catarina.

O precioso diálogo equivale a uma peça de merchandising social por levar reflexão ao público no meio do entretenimento. E reforça ainda que nada acontece aos homens que praticam esse crime. Os algozes são esquecidos, enquanto as mulheres arcam sozinhas com o ônus da violência da qual são vítimas. "O mundo que vivêmo é esse: os home faiz as safadeza dele, e nóis paguêmo a conta!", diz Filó.