Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
X
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > diversão & variedades > TV E CELEBRIDADES

Céline Dion precisou acalmar filhos sobre doença rara

Cantora canadense foi diagnosticada com a Síndrome da Pessoa Rígida e falará sobre o tema em documentário


				
					Céline Dion precisou acalmar filhos sobre doença rara
Cantora espera um dia voltar aos palcos. Reprodução/Instagram

Céline Dion prometeu aos filhos que “não iria morrer” após ser diagnosticada com a Síndrome da Pessoa Rígida, uma condição neurológica rara que causa rigidez muscular e espasmos dolorosos, os quais podem piorar progressivamente.

A cantora de 56 anos, mãe de René-Charles, 23, e dos gêmeos Nelson e Eddy, 13, frutos de seu casamento com o falecido empresário René Angélil, compartilhou seu diagnóstico da doença em 2022.

Leia também

Ao perceber que estava com dificuldades de locomoção, a estrela enfrentou o desafio de contar aos filhos sobre a questão de saúde. “Houve um momento em que eu mal conseguia andar, e sentia muita falta de viver plenamente. Meus filhos começaram a notar. Pensei: ‘Ok, eles já perderam um pai. Eu não quero que eles fiquem com medo'”, relembrou a artista em entrevista à People.

“Eu os informei: ‘Vocês perderam o papai, mas a mamãe tem uma condição diferente. Eu não vou morrer. É algo com o que vou aprender a conviver’.”

Desde o falecimento de seu marido, em 2016, após uma dura batalha contra o câncer de garganta, Céline tem enfrentado vários percalços. No ano passado, ela tomou a difícil decisão de cancelar as datas restantes da sua turnê mundial “Courage”, em meio aos problemas de saúde — situações que são detalhadas em seu novo documentário, “I Am: Celine Dion”.

“Venho lidando com problemas de saúde há muito tempo, e tem sido extremamente difícil enfrentar esses desafios e falar sobre tudo o que tenho passado”, diz a diva do pop em um trecho do longa.

Conhecida mundialmente pelo sucesso “My Heart Will Go On”, a cantora admitiu não saber se será capaz de retornar aos palcos.

“Não posso responder porque há quatro anos venho dizendo a mim mesma que não vou voltar, que estou pronta, que não estou pronta”, explicou.

“No momento, não posso afirmar que em quatro meses estarei de volta. Eu não sei, meu corpo dirá. Por outro lado, não quero apenas esperar”.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Relacionadas

X