Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > CULTURA

Kero Mais: a lanchonete mais "cult" da cidade

Negócio comandado por mãe e filho une culinária nordestina à paixão por cultura popular e vinis


				
					Kero Mais: a lanchonete mais "cult" da cidade
Cortesia

Cuscuz recheado e som de vinil direto da vitrola! É assim que a lanchonete “Kero Mais” conquista o paladar o gosto dos clientes. Comandada por Maria Nadja e DJ Goodson Edmundo – mãe e filho –, o lugar tem um cheirinho de aconchego e encanta o olhar daqueles apaixonados pela culinária e pela arte nordestinas.

Rodeado por painéis culturais, criados pelo artista Robson Wagner, o ambiente enche os olhos ao retratar os artistas da música – os ícones da cultura nordestina e alagoana. Com Djavan, Hermeto Pascoal e Cartola sendo alguns dos destaques para viajar no tempo e apreciar a cultura nacional e local.

Leia também

Alagoana de Flexeiras e cozinheira de mão cheia, Nadja começou sua jornada com um food truck na Praça da Faculdade e, agora, ocupa o novo espaço no bairro Ponta da Terra. Com 11 anos de história, o local é nutrido pelo empenho de mãe e filho e tem estampado o lema “A gente não quer só comida, a gente quer comida diversão e arte.”


				
					Kero Mais: a lanchonete mais "cult" da cidade
Cortesia

Goodson é estudante de filosofia e acompanha a mãe nessa jornada desde o início, em 2013. Ele uniu o útil ao agradável e não pensou duas vezes ao atrelar sua paixão pela música ao negócio da família. “O lance do vinil começou porque eu sou colecionador e, durante a pandemia, resolvi colocar meu toca-discos na lanchonete pra tentar minimizar aqueles tempos hostis. Os clientes gostaram tanto, que eu não poderia mais tirar a vitrola de lá, e hoje é uma marca nossa”, destaca.

Ele ainda fala que os sanduíches (artesanal e vegetariano), macaxeira e cuscuz recheado – acompanhados de quatro tipos de molhos –, são os mais pedidos pelos clientes. Além disso, a família ainda agraciou a literatura brasileira e uma das praias da capital alagoana no menu. “Em homenagem ao nosso estado, há no cardápio o ‘Sobral’ (hambúrguer artesanal no pão brioche, bacon, queijo prato e cebola caramelizada) e ‘Grande Sertão’ (sanduíche gourmet), em homenagem ao icônico Guimarães Rosa”, disse.

Localizado no bairro Ponta da Terra, com funcionamento das 17h30 às 00h, com exceção das terças-feiras, o ambiente é um espaço cheio de aconchego pra quem deseja degustar da culinária nordestina, ao som contagiante do bom e velho vinil.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Tags

Relacionadas