Ator Otávio Müller prestigia 4º dia do Festival Revoada de Cinema

Artista está em Alagoas participando das filmagens do filme Deus ainda é Brasileiro, de Cacá Diegues

Integrando o elenco do filme “Deus ainda é Brasileiro”, do diretor alagoano Cacá Diegues, e gravando em Alagoas, o diretor e ator de teatro, novelas e filmes, Otávio Mülher fez questão de prestigiar o quarto dia do Festival Revoada de Cinema das Periferias, que ocorre no Bairro Benedito Bentes, na parte alta de Maceió, desde a última quarta-feira, 23.

Mesmo com agenda apertada, devido às gravações e viagens para o Spin-off do filme Deus é Brasileiro (rodado em 2003), Otávio Müller afirmou que fez questão de estar presente em um dos dias do Revoada e gostaria, inclusive, de ficar mais tempo no Festival. O artista explicou que conheceu o diretor artístico do Revoada, Ulisses Arthur, durante a exibição de um filme em São Paulo.

“Conhecido o Ulisses durante um filme meu, ‘O Clube dos Anjos’ que passou em uma Mostra em São Paulo - no elenco do filme também estão: Matheus Nachtergaele, Paulo Miklos, Ângelo Antônio, César Mello, André Abujamra. Ulisses foi para este evento, e Matheus Nachtergaele nos apresentou. Vim filmar aqui em Maceió, a gente acabou se encontrando, ele falou do Revoada e cá estou”, contou o ator.

O artista ainda afirmou que pretende fazer algum trabalho junto a Ulisses Arthur. “Eu não me identifico muito com essa ideia de humorista, eu sou ator. Para mim, o barato são os projetos, as pessoas. Se eu gostar eu estou dentro. Inclusive, alimento a vontade de conseguir filmar com o Ulisses”.

Sobre seu papel no filme ‘Deus ainda é brasileiro’, Otávio Müller conta que interpreta um atravessador político, aquela pessoa que faz o lobby político. “É o cara que não está na frente, mas que está articulando, vai inventando um monte de coisa. É um personagem com humor. Enfim, é um roteiro que eu gosto muito, desde que Cacá me mostrou, acho interessantíssimo”.

Otávio Müller ainda fez questão de ressaltar que quase todo elenco do filme é de alagoanos, de maceioenses. “O Fagundes volta como Deus, também tem no elenco o Bruce Gomlevski, e o resto é todo elenco de Maceió, do nordeste. Uma galera muito bacana,” pontuou.

“Já vim fazer muito teatro aqui, em Alagoas, e passear. Aqui é lindo”, falou o ator sobre o que está achando do Estado. “Agora estou concentrado no trabalho, mas sempre aproveitando o axé desse mar daqui, o visual daqui. A gente ainda vai para Piranhas, muda todo mundo para Piranhas, e lá ficamos filmando por duas ou três semanas”. O ator confessou também que também já está com saudades de casa. “Das minhas filhas e da minha mulher”.

Otávio Müller também deixou um recado para quem quer entrar no mundo do audiovisual. “Trabalha e estuda. Para qualquer trabalho, não só no nosso audiovisual. Aprende a lidar com as pessoas, a respeitar as pessoas e muito esforço,” finalizou.
*Com assessoria