Integrantes do Timaço da 98 FM esbanjam confiança na seleção do Brasil

Comentaristas, narradores e repórteres da equipe esportiva da emissora estão otimistas com o Brasil na estreia contra Sérvia, nesta quinta (24)

Está chegando a hora! Nesta quinta-feira (24), a Seleção Brasileira entra em campo em sua estreia na Copa do Mundo do Catar, e os corações dos brasileiros já estão a mil por hora. A equipe canarinha entra em campo, contra a Sérvia, às 16 horas (de Brasília), no Lusail Stadium, pela primeira rodada da fase de grupos.

Com a expectativa em alta por todo o País, por parte dos torcedores, integrantes da imprensa, mais precisamente da crônica esportiva, também não ficam de fora desta emoção. A Gazetaweb entrevistou justamente esses personagens, a fim de saber como anda o otimismo em relação à participação do Brasil no Mundial.

Os entrevistados foram os integrantes do Timaço da Gazeta 98,3 FM: Walmari Vilela, Warner Oliveira, Orlando Batista, Jorge Moraes, Arivaldo Maia, Rogério Costa, Gilberto Lima, Antônio Torres e Marcelo Rocha. Eles opinaram sobre o time de Tite e afirmaram que estão confiantes numa vitória, nesta quinta (24), contra a Sérvia. E mais: disseram estar otimistas com a conquista do hexacampeonato pelo Brasil.

"Estou otimista e espero uma vitória sem grandes sustos, embora saiba que a Sérvia tem um bom time, mas o Brasil é bem melhor", cravou Walmari Vilela. "Como toda estréia, ainda mais numa competição no nível de Copa do Mundo, é muito nervosa, a pressão psicológica é intensa. O fato de o Brasil ser considerado favorito, eleva o grau de responsabilidade por uma vitória. Mas meu placar para este jogo é Brasil 3x0 Sérvia", emendou o colega Gilberto Lima.

Walmari Vilela mostra confiança na Seleção de Tite - Foto: Ailton Cruz

Já o repórter Warner Oliveira, mais cauteloso, disse considerar o adversário (Sérvia) melhor do grupo, assim, segundo ele, não será um jogo fácil. "A Sérvia foi muito bem nas eliminatórias e possui atacantes que finalizam bem. É outra seleção que evoluiu. Vale lembrar que a Sérvia foi campeã mundial sub-15 em cima do Brasil, em 2015, e hoje alguns jogadores estão atuando na seleção principal. Acho que será um jogo difícil e arrisco o placar de 2 a 0 para o Brasil", observou.

Duas zebras já foram registradas nesta Copa (e na estreia): as derrotas da Alemanha para o Japão, por 2 a 1, em uma virada histórica, nesta quarta (23), e da Argentina, por 2 a 1, também de virada, para a Arábia Saudita, nessa terça-feira (22). Sobre essa questão das zebras que começaram a rondar as seleções tidas como favoritas, Warner comentou, especificamente sobre os hermanos. "A Argentina perdeu, mas deixou o brasileiro feliz. Com Messi em campo, esperava uma vitória. Foi uma surpresa, mas a Arabia evoluiu muito com a contribuição de brasileiros na preparação, processo de intercâmbio com clubes brasileiros", disse.

Já Walmari falou: "As diferenças técnicas não são grandes e os favoritos como Argentina, que perdeu para Arábia Saudita, e Alemanha derrotada pelo Japão, provam isso, mas não vejo essa zebra batendo à porta brasileira". E emendou sem querer arriscar um placar para o jogo de hoje do Brasil: "Arriscar placar é um pouco de adivinhação e eu não sou do ramo, mas vamos ganhar bem".

Jorge Moraes é mais otimista e não só afirmou que o Brasil vai vencer, como cravou o hexa para o País. "A Seleção Brasileira é favorita, não só para ganhar o jogo, como também para ganhar o título da Copa do Mundo", disse, justificando: "Tem mais time, o grupo de jogadores está mais inteiro e o Tite deve estar trabalhando o fator surpresa como algo importante para o jogo".

Warner Oliveira arrisca o placar de 2 a 0 para o Brasil hoje - Foto: Ailton Cruz

Moraes acredita que o Brasil não será surpreendido, como foram a Argentina e a Alemanha. "Essa zebra não se repetirá na Copa. E, assim, meu placar é uma vitória por 2 a 0 para o Brasil, jogando um bom futebol". Gilberto Lima foi outro que afirmou não acreditar que dê zebra para os brasileiros. "Não acredito em zebra neste jogo da nossa estreia. O Brasil está muito bem preparado, treinado e concentrado para a partida", justificou.

Rogério Costa também arriscou um placar para o jogo da estreia brasileira e ainda disse quem fará os tentos. "A minha expectativa é que o Brasil faça uma boa estreia e meu placar é 3 a 0, com gols do Richarlyson, Vini Junior e Neymar". Ele comentou, ainda que quem correr mais e melhor (em campo), ganha o título. "Aposto em uma seleção campeã baseada na juventude e força. Por isso, não vejo ninguém com perfil melhor que o Brasil".

Ele disse, ainda, sobre favoritismo, que o Brasil sempre será favorito ao título e contra qualquer adversário. "Em qualquer situação, pelo conjunto, além da proposta do Tite de um futebol ofensivo e simples, é favorito ao título", afirmou.

O repórter Marcelo Rocha foi mais breve em suas colocações sobre o Brasil neste Mundial e resumiu: "A expectativa é melhor possível para a estreia do Brasil neste Mundial. As zebras estão acontecendo. Alemanha perdeu para a equipe do Japão. Teve a zebra da Arábia, que venceu Argentina. Então, é uma expectativa muito boa. E a zebra quanto ao Brasil, não! O Brasil passa e, na minha opinião, com facilidade. Será 2 a 0 para o Brasil".

Orlando Batista tem uma expectativa muito boa para a estreia do Brasil - Foto: Ailton Cruz

Orlando Batista foi pelo mesmo pensamento dos outros companheiros de rádio e disse ter uma expectativa para a estreia muito boa, bem como a sua participação da Copa do Mundo. "Eu considero que a Seleção Brasileira fez uma preparação boa, teve uma participação brilhante nas Eliminatórias, inclusive conquistando a classificação bem antecipada nas últimas partidas", lembrou. "Acho que o Brasil é o grande favorito, é um dos grandes favoritos, a conquistar o título", emendou.

Sobre o placar para hoje, ele disse que, como se trata da primeira partida, acredita que não será um jogo em que o Brasil apresente todo futebol que tem capacidade. "Isso pelo fato de ser a estreia, de ser um jogo com adrenalina ainda bem lá em cima, né? Quanto ao placar na estreia, eu acredito em uma vitória por 2 a 1 favorável ao Brasil".

Arivaldo Maia disse estar vivendo uma expectativa muito grande para este Mundial no Catar. E explicou o porquê. "Eu acho que o Brasil, não estou dizendo que ele vai ser o campeão, mas ele vai fazer uma grande campanha. O talento da Seleção Brasileira é imenso". E também teceu elogios ao técnico Tite. "O Tite pode ter os defeitos dele. Mas ele pesquisa, ele viaja, ele vai atrás. Ele vê jogos em todas as partes. Ele é um é um cientista do futebol. Ele pode errar porque ninguém é perfeito. Então, eu acho que o Brasil, na pior das hipóteses, fará uma grande Copa", opinou.

Arivaldo Maia disse que não gosta de arriscar placares dos jogos - Foto: Ailton Cruz

Com relação a favoritismo, Maia considera que isso não existe. E, sobre a derrota da Argentina, segundo ele, para os brasileiros, foi uma festa. "Mas uma festa que a gente comemora pela rivalidade, mas eu não sou de festejar a desgraça de ninguém, porque não quero que ninguém festeje a minha. Então, foi um exemplo e um aletra para a Seleção Brasileira", destacou e não quis arriscar um placar para o jogo de estreia da Seleção. '"Não gosto disso (de dizer um placar), nunca gostei. A nossa profissão é dizer a realidade e não adivinhar. Por isso nunca gostei", justificou.

O comentarista Antônio Torres, também em conversa com a Gazetaweb, deu o seu palpite sobre tudo o que foi sondado pela reportagem com seus companheiros de Rádio Gazeta. E ele resumiu: "Acho que o Brasil está fazendo, fez, aliás, uma grande preparação. Entra em campo precavido com a derrota da Argentina, da Alemanha. Claro e evidente, que a Sérvia é muito melhor do que a Arábia Saudita, mas o Brasil tem boa possibilidade de vitória". E acrescentou, arriscando um placar: "Acredito, vou arriscar, será 2 a 0 para o Brasil e vamos torcer que dê tudo certo".