Mulher negra resgatada emociona ao temer pegar mão de repórter branca

Madalena Silva foi resgatada em março de 2021 após passar 54 dos 62 anos de vida sendo escravizada por uma família

Um momento desolador. É assim que pode resumir o encontro emocionante entre uma mulher negra resgatada de trabalho análogo à escravidão, na Bahia, e uma repórter branca da Tv Globo. Isso porque, Madalena da Silva se recusou a pegar na mão da jornalista, afirmando, aos prantos, ter receios de fazer o gesto. A situação foi televisionada pela emissora naquele estado nessa quarta-feira (27).

Madalena Silva foi resgatada em março de 2021 após passar 54 dos 62 anos de vida sendo escravizada por uma família.

“Fico com receio de pegar na sua mão branca”, desabafou Madalena. “Mas por quê? Tem medo de quê?”, indagou a repórter, estendendo as mãos. “Por que ver a sua mão branca. Eu pego e boto a minha em cima da sua e acho feio isso”, explicou ela.

“Sua mão é linda, sua cor é linda. Olhe para mim, aqui não tem diferença. O tom é diferente, mas você é mulher, eu sou mulher. Os mesmos direitos e o mesmo respeito que todo mundo tem comigo, tem que ter com você”, destacou a jornalista, que ainda deu um abraço em Madalena.