Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > CIÊNCIA E SAÚDE

Vacina de Oxford que virá da Índia vai atrasar, afirma Bolsonaro

Previsão era que aeronave da companhia aérea Azul partisse de Recife para Mumbai, na Índia, às 23h desta sexta.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira (15) que vai atrasar até três dias a saída do Brasil do avião da companhia aérea Azul destacado para buscar na Índia 2 milhões de doses adquiridas do laboratório indiano Serum.

A partida do avião estava programada para as 23h desta sexta-feira, de Recife. A aeronave deixou o aeroporto de Viracopos, em Campinas, no final tarde desta quinta e chegou à noite à capital pernambucana, de onde deve rumar para Mumbai, na Índia. O avião é o maior da Azul Linhas Aéreas e está equipado com contêineres para acondicionar os imunizantes.

Leia também

Em entrevista à TV Bandeirantes, Bolsonaro falou em "pressões políticas" na Índia que, segundo ele, retardaram a partida do avião brasileiro.

"Foi tudo acertado para disponibilizar 2 milhões de doses. Só que hoje, neste exato momento, está começando a vacinação na Índia. É um país com 1,3 bilhão de habitantes. Então, resolveu-se ? aí não foi decisão nossa ? atrasar um ou dois dias, até que o povo comece a ser vacinado lá. Lá também tem as pressões políticas de um lado e de outro. Isso daí, no meu entender, daqui a dois, três dias, no máximo, nosso avião vai partir e vai trazer esses 2 milhões de vacinas para cá", declarou Bolsonaro.

As 2 milhões de doses foram importadas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). A vacina foi desenvolvida pela Universidade de Oxford e pela farmacêutica AstraZeneca.

"Que fique claro: somos 210 milhões de habitantes, e 2 milhões de doses equivalem a 1%. É muito pouco e não tem disponibilizado no mercado. Vamos procurar fazer, como está sendo muito bem tratado pelo [ministro da Saúde, Eduardo] Pazuello junto ao Butantan, nós fazermos nossa vacina aqui", disse Bolsonaro.

A programação do voo prevê que, depois de receber a carga com as doses da vacina, o avião seguirá para Lisboa, em Portugal. No Brasil, o pouso, no retorno, está previsto para o Aeroporto Internacional do Galeão (RJ).

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Tags

Relacionadas