Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > CIÊNCIA E SAÚDE

Nutricionistas listam alimentos que ajudam a retardar o envelhecimento

O site Eat This, Not That consultou nutricionistas e listou os melhores alimentos que retardam o envelhecimento


				
					Nutricionistas listam alimentos que ajudam a retardar o envelhecimento
Veja quais são os melhores alimentos, para prevenir o envelhecimento.. Getty Images

Com o passar do tempo, o corpo começa a apresentar limitações que antes não eram observadas. Diante disso, é importante adotar hábitos saudáveis para garantir a longevidade. Na tentativa de driblar as mudanças físicas que surgem após os 40 anos, o site Eat This, Not That consultou nutricionistas e listou os melhores alimentos que retardam o envelhecimento.

Ao atingir o quadragenário, os especialistas explicam que corpo começa a sofrer mudanças específicas, como perda de massa muscular, alterações hormonais relacionadas à menopausa e a andropausa, além de alterações ósseas e musculares.

Leia também

Em entrevista ao portal, a nutricionista Lauren Manaker destacou que a escolha de certos alimentos pode ajudar a mitigar os efeitos da idade. “Algumas de nossas necessidades nutricionais mudam à medida que envelhecemos. Incluir superalimentos específicos na dieta pode ajudar a manter a saúde ao longo dos anos”, explicou.

Na lista proposta pelo site Eat This, Not That, as amoras estão no topo quando o assunto são os superalimentos capazes de retardar o envelhecimento. Por conta da presença de antioxidantes chamados flavonóides, a pequena frutinha foi a mais indicada pelos especialistas pela propriedade associada ao combate do estresse oxidativo e da diminuição da inflamação do corpo.

A nutricionista Mary Sabat destacou que a fruta vermelha desempenha um papel importante para a saúde do cérebro. “O consumo de mirtilos também pode retardar o envelhecimento cognitivo. Devido aos seus altos níveis de antioxidantes, é possível notar uma melhora significativa da função cognitiva, além da redução do risco do desenvolvimento de doenças neurodegenerativas”, comenta.

O tomate também é considerado outro superalimento com potencial rejuvenescedor. Segundo Young, a fruta contêm o antioxidante licopeno, que combate os radicais livres associados ao envelhecimento.

Além de agir contra a inflação do corpo, um estudo publicado pela National Library of Medicine descobriu que a ingestão elevada de licopeno ajuda a reduzir o colesterol, melhora a saúde cardiovascular e ajuda a reduzir o risco de doenças cardíacas. Ainda, o estudo também encontrou evidências de que o tomate também ajuda a reduzir o risco de câncer de próstata em homens.

De acordo com uma pesquisa publicada no Journal of Alzheimer’s Disease, os morangos se destacam como um agente importante de proteção contra declínio cognitivo relacionado à idade. Segundo a nutricionista Lauren Manakar, a frutinha oferece doses impressionantes de vitamina C, sendo, inclusive, mais eficaz do que alguns suplementos que garantem o nutriente.

Young acrescentou q

ue “as frutas vermelhas também podem ajudar a proteger nossas células dos danos dos radicais livres e também reduzir o risco de doenças cardíacas e câncer”.

Na lista publicada pelo Eat This, Not That, o abacate surge como um grande aliado para tornar o aspecto da pele do rosto mais jovial. Segundo a especialista Mary Sabat, a fruta é rica em gorduras saudáveis, principalmente gorduras monoinsaturadas, que ajudam a nutrir a pele e a reduzir a inflamação, promovendo uma aparência mais jovem.

A publicação também revela que o abacate oferece altas doses de vitamina E, responsáveis por aumentar a produção de colágeno do corpo e reparar os danos causados pela passagem do tempo.

Outro alimento que ajuda a deixar a pele mais firme são as amêndoas. Ainda segundo Mary Sabat, a oleaginosa tem um papel importante na proteção dos danos causados pelos raios UV. “As amêndoas são ricas em vitamina E, um antioxidante que ajuda a proteger a pele dos danos UV e promove a reparação e regeneração da pele”, explica ela.

Além disso, um estudo publicado na Phytotherapy Research revelou que mulheres na pós-menopausa que consumiram amêndoa diariamente, tiveram, em média, uma maior redução no tamanho e intensidade das rugas na pele.

Veja a matéria completa em: https://www.metropoles.com/colunas/claudia-meireles/nutricionistas-listam-alimentos-que-ajudam-a-retardar-o-envelhecimento

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Relacionadas