Decreto libera reabertura de academias e a volta do Transporte Intermunicipal

Interior de Alagoas avançou para a fase laranja do Distanciamento Social Controlado

Mesmo com redução no número de casos confirmados e óbitos pelo novo coronavírus (Covid-19), a capital alagoana permanece, a partir desta quarta-feira (29), na etapa amarela (risco moderado) do Distanciamento Social Controlado. Já todos os municípios do interior se unem a Região Metropolitana e ao Norte de Alagoas, passando para a fase laranja (risco moderado alto). A informação foi divulgada durante live na noite desta terça (28), pelo governador Renan Filho (MDB).
Apesar de continuar na fase amarela, o novo decreto, que é válido por 15 dias, autoriza a abertura de academias apenas em Maceió e a volta do Transporte Intermunicipal, circulando com 50% da frota total, entre as cidades. As atividades de lojas de rua de até 400 m², salões de beleza e barbearias, com 50% da capacidade total. As igrejas e templos religiosos podem funcionar com 30% da capacidade.
Seguindo os protocolos de saúde para manter a segurança das pessoas, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e o Instituto de Identificação também devem voltar a funcionar. À Gazetaweb, a assessoria de imprensa do Instituto de Identificação explicou que o órgão passará por adequações e que, possivelmente, deve abrir as portas na próxima semana. 
Durante a live, o governador Renan Filho voltou a reafirmar que o isolamento e o distanciamento garantiram as condições para que Alagoas conseguisse proteger mais pessoas. Ele ainda explicou que a redução de óbitos por Covid-19 é recente no interior, provocando um tratamento mais conservador em relação a reabertura.  
"Praticamente todos os indicadores [da Matriz de Risco] estão verdes. A gente observa que o quadro era bem mais vermelho antes, ficando bem mais verde agora justamente pela melhoria e a ocupação de leitos", explicou o governador. 
Renan Filho afirmou que, em parceria com os Municípios, vai aumentar a fiscalização do uso de máscaras e ressaltou que o retrocesso do plano do Distanciamento Social Controlado é possível. Ele também solicitou o apoio da população para continuar usando máscaras, higienizando as mãos e praticando o isolamento social. "É muito importante dizer que a pandemia ainda tem riscos."
Também presente na live, o secretário da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), Alexandre Ayres, agradeceu aos profissionais de saúde pelo trabalho que vêm desempenhando na linha de frente da pandemia, além de pedir que a população colabore no combate ao novo coronavírus. 
"Queria reforçar a necessidade de que as pessoas que puderem permaneçam em suas casas. Quem precisar sair de casa, saia de máscaras. E que o seu interlocutor também use máscara. A gente ainda passa por um momento de grande atenção", concluiu o secretário. 
DISTANCIAMENTO SOCIAL CONTROLADO
O andamento da aplicação do Distanciamento Social Controlado em Alagoas será orientado por uma Matriz de Risco. Para a passagem de uma fase para outra, três eixos estratégicos com seis aferidores servirão como critérios para estabelecer a evolução ou a involução do plano: capacidade hospitalar instalada, evolução dos óbitos e taxa de crescimento. 
Já o Distanciamento Social Controlado foi dividido em cinco fases distintas: vermelha (risco elevado), laranja (risco moderado alto), amarela (risco moderado), azul (risco moderado baixo) e verde (risco controlado).
Os setores autorizados a funcionar em cada fase são:
Fase laranja (iniciada no dia 3 de julho em Maceió; no dia 20 de julho nas regiões Metropolitanas e Norte; e no dia 29 de julho em todo o interior de Alagoas ) - lojas do comércio de rua, com até 400 metros quadrados; salões de beleza; barbearias e templos religiosos, com 30% da capacidade. 
Fase amarela (início no dia 20 de julho em Maceió) - shoppings centers e estabelecimentos congêneres; bares e restaurantes funcionando com 50% da capacidade; e Transporte Intermunicipal e Turístico, funcionando com 50% da capacidade.
Fase azul (sem previsão de início) - academias, clubes e centro de ginástica, funcionando com 50% da capacidade.
Fase verde (início após todas as fases) - volta presencial de servidores públicos e das aulas presenciais.