Covid ativa mesma resposta inflamatória que o Parkinson, diz estudo

Cientistas acreditam que a infecção pelo coronavírus pode aumentar o risco de o paciente desenvolver doenças neurológicas no futuro

A infecção pelo coronavírus ativa no cérebro humano a mesma resposta inflamatória que doenças neurodegenerativas, como o Parkinson, segundo um estudo da Universidade de Queensland, na Austrália. A descoberta foi publicada nessa terça-feira (1º/11) na revista científica Nature Molecular Psychiatry.

De acordo com os cientistas, a Covid-19 pode aumentar o risco de os pacientes desenvolverem doenças neurológicas no futuro, especialmente se eles possuem predisposição genética.

Para chegar ao resultado, os pesquisadores analisaram a ação do vírus Sars-CoV-2 na micróglia – um tipo de célula com papel nas respostas imunológicas responsáveis por agir contra danos e infecções no cérebro – após infecção in vitro, em laboratório.

O vírus fez com que as células ativassem a resposta do inflamossoma NLRP3, uma via ativada em pacientes com doenças neurodegenerativas. Esse processo leva à morte de células cerebrais neuronais de maneira crônica com o passar do tempo, resultando em sintomas neurológicos.

“Isso pode explicar por que algumas pessoas que tiveram Covid-19 são mais vulneráveis ao desenvolvimento de sintomas neurológicos semelhantes à doença de Parkinson“, afirmou o autor da pesquisa, Eduardo Albornoz Balmaceda, em comunicado.

Tratamento

A descoberta abre um caminho para que os pesquisadores encontrem possíveis opções de tratamento para esses casos. Eles analisaram se o uso de medicamentos inibidores da proteína NLRP3, atualmente em desenvolvimento clínico para doenças neurodegenerativas, também pode ser favorável ao bloqueio da resposta inflamatória no cérebro causada pela infecção do coronavírus. Os resultados preliminares foram positivos em testes com camundongos.