Vacinas Pfizer e Oxford protegem contra variante indiana, diz estudo

Duas doses dos imunizantes promoveram proteção de mais de 92% entre os 14 mil casos analisados em pesquisa britânica

Segundo um estudo feito pela Public Health England (PHE), do Reino Unido, as vacinas da Pfizer/BioNTech e da Oxford/AstraZeneca contra a Covid-19 são eficazes na ação sobre a variante Delta (indiana) do coronavírus. Duas doses do imunizante da farmacêutica americana promovem proteção de 96% contra a cepa, enquanto o ciclo completo com a fórmula de Oxford chega a 92%.

Foram analisados casos de cerca de 14 mil pessoas que contraíram a variante entre 12/4 e 4/6. De acordo com os pesquisadores, os resultados são semelhantes aos que garantem a proteção contra a variante Alfa, identificada pela primeira vez no país e conhecida anteriormente como variante britânica.