UFC cria moléculas que bloqueiam a entrada do Covid-19 nas células

A pesquisa atestou a eficiência in silico (por simulação) de moléculas, do tipo peptídeos, para bloquear a ação do vírus

O início da pandemia de Covid-19, há pouco mais de dois anos, desencadeou uma corrida da ciência em busca não só de vacinas eficazes contra o coronavírus, mas também de moléculas que pudessem neutralizá-lo e frear sua infecção, visando a produção de medicamentos.

Na Universidade Federal do Ceará (UFC), essa busca chegou às moléculas sintéticas, criadas em laboratório, com alto potencial farmacológico, que bloqueiam a entrada do coronavírus nas células e reduzem a infecção.