Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
X
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

Stalker de Débora Falabella chegou a ir a condomínio da atriz em SP

Segundo a defesa de Débora Falabella, suspeita foi à portaria e pediu para entrar, mas não foi recebida


				
					Stalker de Débora Falabella chegou a ir a condomínio da atriz em SP
Durante alguns minutos, ela ficou na frente do prédio observando o apartamento da atriz. Reprodução

São Paulo – O episódio que motivou a apresentação de uma representação criminal da atriz Débora Falabella contra uma stalker que, segundo ela, a persegue há cerca de 10 anos, ocorreu em julho de 2022 em São Paulo.

De acordo com a defesa da atriz, a suspeita pelo crime de stalking, que tem pena de 6 meses a 2 anos, apareceu na porta do condomínio de Débora Falabella carregando malas de viagem.

Leia também

Durante alguns minutos, ela ficou na frente do prédio observando o apartamento da atriz, até que se dirigiu à portaria e pediu para entrar, mas não foi recebida.

No mesmo dia, no início da noite, a mulher voltou ao endereço e chegou a encontrar uma funcionária de Débora passeando com um cachorro. Nesse momento, a stalker afirmou que tinha “encontros telepáticos” com a atriz, além de gritar seu nome.

“Para o meu Romeu”

A stalker chegou a enviar, em dezembro de 2022, uma cópia do livro “Romeu e Julieta” para a residência de Débora Falabella. No romance, os protagonistas morrem. A mulher escreveu uma mensagem para a atriz: “Para o meu Romeu, com muito amor”.

O episódio ocorreu quando Débora voltou de férias na Bahia. A suspeita pelo crime de stalking descobriu o endereço da pousada e chegou a tentar contato com a atriz por meio da dona do local.

Após o episódio, o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) concedeu medida protetiva em favor de Débora Falabella. Com isso, a stalker ficou proibida de manter contato com ela por qualquer meio de comunicação, além de não poder frequentar os mesmos lugares que a atriz, mantendo distância mínima de 500 metros, sob pena de prisão.

Em setembro de 2023, a suspeita desobedeceu a ordem ao entrar em contato com Débora tanto pelo Instagram quanto pelo WhatsApp e, por isso, um mandado de prisão preventiva foi expedido contra ela.

Em março de 2024, a mulher foi presa pela Polícia Civil de Pernambuco por descumprir a medida protetiva em a clínica psiquiátrica em Camaragibe, no Grande Recife.

Ela foi levada à Colônia Penal Feminina do Recife, no bairro da Iputinga, na zona oeste da capital pernambucana.

A mulher foi diagnosticada com esquizofrenia e teve a prisão revogada após um laudo pericial que a considerou inimputável (incapaz de compreender a ilicitude de seus atos).

Ainda assim, ela ainda deve cumprir todas as medidas cautelares de afastamento da atriz, sob pena de internação provisória.

Leia a matéria completa em Metrópoles.com

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Relacionadas

X