Psicóloga que foi a hospital com bebê morto em uma mala será presa

Mulher de 31 anos, que deu entrada em um hospital de Campinas com o corpo de um recém-nascido, vai responder por ocultação de cadáver

São Paulo – A psicóloga de 31 anos que deu entrada em um hospital particular de Campinas, no interior de São Paulo, com o corpo do recém-nascido em uma mala nesta terça (5) será presa. A mulher deverá responder pelo crime de ocultação de cadáver.

Ela será conduzida à delegacia assim que receber alta hospitalar, prevista para esta quarta-feira (6).

O delegado que acompanha o caso afirmou ao portal g1 que o namorado da psicóloga sabia da gravidez da psicóloga e também estava ciente do suposto aborto.

Leia a matéria completa em Metrópoles.com

Receba notícias da GazetaWeb no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta acessar a nossa comunidade:

https://4et.us/rvw00p