Polícia prende pais de autor de massacre em escola de Michigan

Ethan Crumbley, de 15 anos, matou 4 pessoas e responderá por assassinato, terrorismo e outros crimes. Promotoria acusa os pais por negligência

Os pais do adolescente que abriu fogo em uma escola em Michigan, norte dos Estados Unidos, foram presos neste sábado (4), após serem indiciados por quatro acusações de homicídio culposo. Quatro jovens morreram no massacre.

O assassino, identificado como Ethan Crumbley, de 15 anos, responderá por assassinato, terrorismo e outros crimes.

James e Jennifer Crumbley são acusados de negligência e responderão por permitirem que a arma, comprada na Black Friday, fosse encontrada pelo rapaz. Responderão também por não retirar o jovem da escola quando os diretores da instituição pediram isso, horas antes do assassinato em massa.

Horas depois da prisão, o juiz Julie Nicholson impôs fiança de US$ 500 mil para cada um dos pais e exigiu monitoramento por GPS caso eles decidam pagar para serem liberados.

O casal pode pegar até 15 anos de prisão se for condenado. Após uma vasta operação de busca e apreensão feita pela polícia e pelo FBI, eles foram localizados em um complexo industrial em Detroit, a cerca de 60 quilômetros do tiroteio.

Os advogados do casal disseram na sexta-feira (3) que eles se entregariam às autoridades e não estavam fugindo, mas que deixaram a cidade na noite do tiroteio "para sua própria segurança". O fato de terem sacado 4 mil dólares e desligado seus telefones celulares disparou o alerta, de acordo com policiais ouvidos pela rede americana CNN.

Ethan Crumbley "foi quem entrou na escola de ensino médio e apertou o gatilho", mas "há outras pessoas que contribuíram para os fatos de 30 de novembro e é minha intenção fazê-las prestar contas também", disse a promotora distrital do condado de Oakland, Karen McDonald.

Em um episódio relatado pelos investigadores, os professores pegaram o adolescente com munição na escola na véspera do massacre. A mãe, então, enviou a seguinte mensagem: "LOL (risos). Não estou brava com você. Você tem que aprender a não ser pego".

O massacre

O autor do crime saiu do banheiro na tarde de terça-feira (30) e começou a disparar a esmo na escola Oxford High School, onde estudava. Quatro adolescentes, com idades entre 14 e 17 anos, morreram e oito pessoas ficaram feridas, inclusive um professor.

De acordo com as autoridades, o tiroteio durou cerca de cinco minutos e o jovem assassino se rendeu à polícia momentos depois.

As motivações do ataque permanecem um mistério. Ethan Crumbley, que se declarou não culpado perante um juiz na quarta-feira (1), optou por permanecer em silêncio. Ele permanece recluso na prisão em regime de isolamento.