Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
X
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

Pesquisa revela que 96% dos comércios já aceitam Pix nos pagamentos

Um levantamento feito pelo banco UBS BB mostrou que 96% das lojas e comércios já aceitam o Pix; um ano atrás, pagamento era aceito por 68%

Um relatório do banco UBS BB revelou que o Pix, plataforma de pagamento instantâneo do Banco Central, já é aceito em 96% dos estabelecimentos comerciais brasileiros.

A pesquisa, cujos dados mais recentes são de outubro de 2022, revelou um aumento na aceitação do pagamento digital nos últimos meses.

Leia também

Um ano antes, 68% dos estabelecimentos disponibilizavam a opção de pagar com uma chave ou com o QR Code. A participação do Pix nas vendas subiu de 2% em 2021 para 14% em 2022.

O UBS diz que o pagamento instantâneo está ganhando o espaço das transações em dinheiro. As cédulas eram usadas em 27% das compras no ano passado e agora passaram a representar 17% das negociações.

Os analistas do banco observam que a participação do Pix deve crescer ainda mais, no total das vendas, uma vez que os próprios comerciantes estão adotando estratégias para estimular o consumidor a usar o sistema de pagamentos instantâneos.

Entre as ferramentas usadas está a oferta de cashback, descontos e até campanhas como “leve dois, pague um”. A razão para o estímulo à modalidade é a despesa. As taxas cobradas nas transações com cartões de crédito e débito são mais altas e o uso do dinheiro tem um custo implícito de transporte e segurança das cédulas.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Relacionadas

X