Mulher trans é morta a tiros em bar na Região Metropolitana de BH

Foram feitos 11 disparos nas costas, pescoço, peito, nádegas e braço da vítima; suspeito ainda é procurado pela PM

Uma mulher trans identificada como Kelly Keyze, de 32 anos, foi morta na madrugada deste domingo (17) em Caeté, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (MG).

De acordo com a Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), Kelly estava em um bar quando o suspeito, um homem de 19 anos, saiu de um matagal em frente ao estabelecimento acompanhado de cinco homens.

Armado, ele fez 11 disparos nas costas, pescoço, peito, nádegas e braço da vítima. A polícia ainda procura por ele e pelos homens que o acompanhavam.

Ainda não foi informada a motivação para o crime, pois a ocorrência ainda não foi finalizada pela Polícia Militar.

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) informou ao Metrópoles que, assim que acionada, deslocou perícia criminal ao local dos fatos para identificar e coletar vestígios que possam colaborar na investigação.

Um investigador de polícia também compareceu para realizar os primeiros levantamentos.