Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > BRASIL

Lixo toma conta de ruas de Porto Alegre onde a água já baixou

Enchentes arrastaram móveis, entulho e outros rejeitos pelas ruas da cidade. Moradores fazem limpeza


				
					Lixo toma conta de ruas de Porto Alegre onde a água já baixou
Imagem de drone mostra restos deixados pela enchente em Serraria, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul. REUTERS/Diego Vara

As ruas de alguns bairros de Porto Alegre reapareceram após a água da enchente baixar, revelando pedaços de móveis, entulho e outros tipos de rejeito. O lixo que foi arrastado pelas águas que causaram a tragédia no Rio Grande do Sul começou a ser recolhido por moradores e funcionários da limpeza urbana da cidade.

Imagens mostram que, além do lixo, o barro arrastado pela enchente tomou conta das vias de Porto Alegre. Comerciantes foram até seus estabelecimentos para averiguar o tamanho do estrago, e aproveitaram para se desfazer de objetos que foram destruídos, como móveis e eletrodomésticos.

Leia também


				
					Lixo toma conta de ruas de Porto Alegre onde a água já baixou
Comerciante do bairro Menino Deus lava calçada com barro após enchentes em Porto Alegre. Jefferson Bernardes/Getty Images

Nos bairros Cidade Baixa e Menino Deus, o rastro de lixo deixado pela enchente foi visível. Nesta quinta-feira, 16, moradores e comerciantes foram vistos fazendo a limpeza.


				
					Lixo toma conta de ruas de Porto Alegre onde a água já baixou
Moradores do bairro Menino Deus, em Porto Alegre, joga fora móveis destruídos pela enchente no Rio Grande do Sul. Jefferson Bernardes/Getty Images

Números da tragédia

O número de óbitos causados pelas enchentes que atingem o Rio Grande do Sul voltou a subir nesta sexta-feira, 17, e chegou a 154. Só nas últimas 24 horas, 966 pessoas precisaram ir para abrigos por conta das inundações, que começaram no final de abril no estado, totalizando 78.165 pessoas em abrigos, de acordo com a Defesa Civil.

Até agora, as equipes que atuam no estado já realizaram 82.666 resgates. O número representa 6.046 a mais do que o registrado na quinta-feira, 16.

Previsão do tempo

Uma nova frente fria avança sobre o Sul do País nesta sexta-feira, 17. Com ela, são esperadas nuvens carregadas sobre os estados da região, segundo informaçoes da Climatempo.

No Rio Grande do Sul, onde ainda há áreas inundadas, o alerta é maior: em Porto Alegre. As chuvas na capital devem ser mais intensas nesta sexta e no domingo, 19. O frio continua em todo o Estado e também em Santa Catarina, onde também chove no domingo.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Relacionadas