Imagem
Menu lateral
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > BRASIL

Homem passa 4 dias na UTI após tirar dente do siso com aluna da Unesp

Ajudante de carga e descarga teve uma infecção no dente e precisou passar por cirurgia na Santa Casa


				
					Homem passa 4 dias na UTI após tirar dente do siso com aluna da Unesp
Ângelopassou por cirurgia e colocou drenos para limpar a infecção. Arquivo pessoal

São Paulo – Um homem de 35 anos recebeu alta médica nessa sexta-feira (19/4) após passar quatro dias internado na UTI da Santa Casa por complicações pela remoção de um dente do siso na Faculdade de Odontologia da Unesp, em Araraquara, no interior de São Paulo.

O ajudante de carga e descarga Ângelo Barboza de Oliveira retirou três dentes do siso no dia 8 de abril com uma estudante da universidade. Uma semana antes, ele havia removido um dente no mesmo local.

Leia também

Após a cirurgia, segundo Andréia Camila de Souza Barboza, mulher de Ângelo, não foi receitado nenhum antibiótico. Dois dias depois, ele começou a sentir dores e procurou a universidade. Os professores identificaram a inflamação, fizeram a limpeza do local e receitaram antibióticos, mas o problema não resolveu. O ajudante de carga e descarga voltou à faculdade na segunda-feira (15/4), quando foi solicitada a internação imediata.

“O professor tentou abrir minha boca e eu não conseguia abrir, eu gritava de dor. Eu não desejo para ninguém. É uma dor insuportável. É como se fosse uma outra oportunidade, porque é uma bactéria muito forte e isso mata”, disse Ângelo ao portal G1, que vai ter que ficar um período afastado do trabalho.

Ele passou por uma cirurgia na parte de baixo do maxilar e colocou drenos para limpar a infecção. O homem ficou cinco dias internado, sendo quatro na UTI.

A esposa de Ângelo registrou um boletim de ocorrência e prometeu levar o prontuário da Santa Casa até a delegacia para que uma investigação seja aberta.

Andréia Camila tentou ter acesso ao prontuário do marido na universidade, mas não conseguiu. “Simplesmente sumiram com a ficha dele, não estava lá. Estava os receituários dele, o que ele tomou, mas a ficha dele sumiu”.

Ela também pretende entrar com uma ação contra a universidade. “Foi algo muito sério. Ele podia ter morrido”, afirmou.

Ângelo Barboza de Oliveira segue se recuperando em casa. Já a direção da Faculdade de Odontologia da Unesp informou que todos os docentes do programa de residência em cirurgia e traumatologia buco maxilo facial da faculdade são responsáveis pela internação e pelo tratamento do paciente, e estão acompanhando o caso devidamente.

Leia a matéria completa em Metrópoles.com

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na App Store

Relacionadas