Homem leva menina de 15 anos ao hospital e diz que ela morreu após sexo

Exames periciais foram solicitados e o caso foi registrado como morte suspeita; investigações seguem

A Polícia Civil investiga, neste domingo (1º), a morte de uma jovem, de 15 anos, em Cubatão (SP), após ela ter sofrido uma parada cardiorrespiratória. A vítima foi levada à unidade de saúde da cidade por um homem, de 26 anos, que relatou que ter encontros com a moça. Família não tinha conhecimento da estudante ter nenhuma doença pré-existente, nem relacionamento com o rapaz, que a levou para atendimento médico. As informações são do G1.

De acordo com a PC, a adolescente teria morrido às 1h20, na Rua Vereador Sônio Célio, no Parque São Luís. Policiais militares foram até à Unidade de saúde após receberem a informação que uma adolescente teria dado entrada na unidade por caso de agressão física. No entanto, os enfermeiros relataram aos policiais que a jovem não apresentava sinais de violência.

Além disso, os enfermeiros explicaram aos policiais que a jovem foi levada até o local por um auxiliar de serviços gerais, de 26 anos. Ela estava inconsciente porque sofreu uma parada cardiorrespiratória e apresentava sangramento nas partes íntimas.

Segundo a polícia, o auxiliar relatou que estava com a jovem dentro do carro e ambos mantinham relação sexual. O homem afirmou ainda que, em determinado momento, ele percebeu que a vítima estava desfalecida, com as mãos contorcidas para trás e os lábios e pele pálidos.

Em nota, a Prefeitura de Cubatão reforçou que jovem foi levada à UPA do Jardim Casqueiro já desacordada, em parada cardíaca respiratória. Conforme protocolo, foi iniciada a reanimação, porém, ela não resistiu.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), foram solicitados exames periciais e o caso foi registrado como morte suspeita na Delegacia Sede de Cubatão. Segundo o G1 apurou que a família não tinha conhecimento da estudante ter nenhuma doença pré-existente ou relacionamento com o rapaz que a levou para atendimento médico.

A morte da adolescente causou comoção em amigos, familiares e moradores de Cubatão, que prestaram homenagens à vítima e condolências a família, por meio das redes sociais. Amigos da jovem destacaram em suas postagens que ela era estudiosa, dedicada, alegre e querida por todos.

A Polícia Civil informou que aguarda a vinda dos laudos, que há possibilidade de chegarem ainda nesta segunda-feira (2), para identificar a causa da morte. As diligências estão em andamento e serão ouvidos familiares da vítima, além outras eventuais testemunhas. De acordo com a polícia, maiores informações serão fornecidas posteriormente.