Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
X
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > BRASIL

Bebê que usou capacete de oxigênio feito de tampa de bolo deixa UTI

Médica improvisou o capacete de oxigênio após piora do quadro de saúde da criança


				
					Bebê que usou capacete de oxigênio feito de tampa de bolo deixa UTI
O paciente foi internado no último sábado (8/6). Reprodução

O bebê, de 3 meses, que precisou usar uma embalagem de bolo improvisada como capacete de oxigênio recebeu alta da UTI do hospital Varela Santiago, em Natal, capital do Rio Grande do Norte, nesta quinta-feira (13/6). A criança tinha sido internada com suspeita de bronquiolite.

O menino segue internado na enfermaria, e vem apresentando melhora progressiva no padrão respiratório. A médica Silvana Braga, coordenadora técnica da unidade, disse que o bebê ainda usa uma suplementação de oxigênio por meio de um cateter nasal. As informações são do G1.

Leia também

O paciente foi internado no último sábado (8/6) no Hospital Municipal de Santa Cruz e esperava transferência para unidade de tratamento intensivo (UTI). A situação piorou e na segunda-feira (11/6), e a equipe do hospital improvisou um capacete de oxigênio usando uma embalagem de bolo.

A médica que criou o aparelho junto com a equipe, Ellenn Salviano, explicou que a criança passou cerca de quatro horas com o equipamento, até a chegada de materiais emprestados de outro hospital da cidade.

Ellen lembra que ela e a equipe tinham improvisado diversos outros capacetes como o usado no bebê, principalmente no Samu. Em uma semana, a máscara do bebê em Santa Cruz foi a terceira feito por ela.

A mãe do bebê, Kadja Juliane, declarou que o menino tem um quadro delicado de saúde e estava muito debilitado.

A criança tem hidrocefalia, usa uma bolsa de colostomia e também tem síndrome de Dandy-Walker, uma má formação no cérebro que pode causar problemas no desenvolvimento motor e aumento progressivo da cabeça.

Leia a matéria completa em Metrópoles.com

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Relacionadas

X