Imagem
Menu lateral
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > BRASIL

Alexandre Nardoni, condenado por matar a filha, nega teste psicológico

Segundo promotor, Nardoni terá que fazer exame para mostrar que se arrepende do crime que cometeu. Ele nega a autoria

Preso desde 2008 e condenado a mais de 30 anos de prisão pela morte da própria filha, jogada da janela do sexto andar de um prédio aos 5 anos, Alexandre Nardoni, de 42 anos, pode ter dificuldades para migrar para o regime aberto, ou seja, quando o preso passa a cumprir a pena fora da cadeia.

De acordo com o promotor que acompanha a execução da pena dos presos em Tremembé, onde Nardoni cumpre o regime semiaberto, Luiz Marcelo Negrini aponta que o maior obstáculo será justamente o próprio assassinato cometido por ele.

Artigos Relacionados

Segundo ele, para que haja a progressão da pena, é preciso se submeter a testes psicológicos e se mostrar arrependido do crime que cometeu, algo que o pai da Isabella nunca fez.

Leia a matéria completa em Metrópoles.com

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na App Store

Relacionadas