Artigo | Dr. Thiago Fernandes Negris Lima

Infertilidade Masculina

Como a infertilidade do casal é um problema tanto da mulher como do homem, é extremamente importante realizar a investigação dos dois (homem e mulher) concomitantemente

Dr. Thiago Fernandes Negris Lima

Urologista e Andrologista com especialização em Infertilidade Masculina e Medicina Sexual pela Universidade de Miami/EUA.

A infertilidade do casal corresponde a incapacidade de engravidar após um ano de tentativas frequentes sem uso de métodos anticoncepcionais. Esse tempo é reduzido para seis meses quando a mulher tem 35 anos ou mais, por conta da redução da fertilidade feminina observada a partir dessa idade. No mundo todo, 8 a 12% dos casais passaram por alguma dificuldade para engravidar. Estudos americanos mostraram que aproximadamente metade destes casais apresenta um fator masculino de infertilidade e até 30% dos casos tem o fator masculino como fator único na causa da infertilidade.

Como a infertilidade do casal é um problema tanto da mulher como do homem, é extremamente importante realizar a investigação dos dois (homem e mulher) concomitantemente. Desta forma, a avaliação conjunta permite cobrir causas de ambos os lados e possibilita aos profissionais, prover melhor proposta de tratamento ao casal.

Então quais seriam os profissionais qualificados para a avaliação do casal infértil? No caso do homem, o médico urologista com especialização em Andrologia (Medicina Sexual e Reprodutiva) é o profissional mais capacitado para realizar a investigação e tratamentos necessários. No caso da mulher, a médica ginecologista com especialização em Reprodução Humana tem o mesmo papel do Andrologista no sexo oposto.

A avaliação da infertilidade masculina deve se basear em um tripé, que consiste na história clínica, exame físico e exames complementares. Muitas vezes o próprio paciente apresenta detalhes em sua história que permite ao Andrologista identificar fatores causadores de infertilidade. O exame físico permite a avaliação do desenvolvimento dos órgãos sexuais e os exames complementares auxiliarão no diagnóstico da causa a partir da suspeita clínica do Andrologista.

Dentre as causas mais frequentes de infertilidade masculina, podemos citar a Varicocele. A varicocele consiste na dilatação anormal das veias que drenam o sangue do testículo, o que pode causar alteração na função testicular, prejudicando a qualidade e quantidade de espermatozoides produzidos. Essa doença se manifesta após a puberdade e pode ser sintomática, se apresentando com sintomas de dor e desconforto testicular, diminuição do testículo e infertilidade masculina.

Outras causas de infertilidade masculina incluem deficiências hormonais, uso de anabolizantes, doenças genéticas, infecções do sistema reprodutor masculino, vasectomia, história de testículo não descido e doenças do sistema imune. Infelizmente, apesar dos avanços na área nas últimas décadas, aproximadamente 20-30% dos casos ainda apresentam causas de infertilidade inexplicadas. Possivelmente existem fatores genéticos desconhecidos que contribuem para essa fatia de homens inférteis.

Uma vez feita a hipótese diagnóstica, exames complementares incluindo o espermograma (análise do líquido seminal), exames de sangue com perfil hormonal e ultrassom da bolsa escrotal irão auxiliar no diagnóstico e planejamento do tratamento do casal.

Se você e sua parceira estão passando por problemas parecidos, marque uma consulta com o Andrologista.