Artigo | Renata Cabral

Autocuidado

Renata Cabral

Psicóloga clínica, especialista em Teoria Cognitiva Comportamental, coach pelo IBC e Master Mind

O autocuidado está relacionado ao nosso bem-estar e, consequentemente à saúde. É preciso ter tempo para nós mesmos e entender quais são as nossas necessidades e desejos. A partir do momento que você cria hábitos diários de autocuidado, você contribui para uma melhora da sua saúde física, espiritual e psíquica.

Os tipos de autocuidado são: físico que é o cuidado com o nosso corpo, como ter uma alimentação saudável, praticar atividade física e dormir bem. O físico não trabalha sozinho, ele funciona em parceira com a nossa mente. Social, cuidar- se parece um processo solitário, porém não é, e está longe de ser um hábito egoísta, cuidar de si mesmo é imprescindível para uma vida plena. Mental, sua mente merece ser muito bem cuidada e estimulada para um bem-estar emocional. Emocional, para cuidar desse ponto é necessário se aperfeiçoar no autoconhecimento. Espiritual, a espiritualidade se concentra no cultivo de sentimentos de paz, amor próprio e propósito, isso traz conforto a vida e também é autocuidado.

É essencial termos autocuidado, quando cuidamos de nós mesmos, isso aumenta nossa autoconfiança, autoestima e até nossa empatia. Cuidar da pele, do corpo, dos nossos hábitos, dar atenção aos nossos sentimentos é o principal cuidado que devemos ter. Cuidar de si é buscar suprir as necessidades do seu corpo e da sua mente. É tentar melhorar a cada dia, é evitar hábitos que prejudicam a nossa saúde, física ou mental, é prevenir doenças e situações de riscos, ou seja, são todas as ações que te causem satisfação e tranquilidade. Colocar -se em primeiro lugar não é sinônimo de egoísmo, mas sim de autoamor.