Imagem
Menu lateral
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > AFUNDAMENTO DO SOLO

Quase um mês após evacuação, queda de mina reduz velocidade para 1mm/h

O local ficou dez dias sem monitoramento porque, devido ao colapso da mina, o equipamento que mede o movimento do solo afundou

A Defesa Civil de Maceió informou neste sábado (23) que a mina 18, nas últimas 24 horas, apresentou uma velocidade de 1 mm por hora, o que significa que ela está a caminho da estabilização, segundo o órgão.

Há quase um mês, no dia 29 de novembro, quando foram registradas as primeiras movimentações, a velocidade do afundamento era de 5 cm/h.

Leia também

Segundo os dados captados pelo novo equipamento, o RB01, no acumulado das últimas 24 horas, a movimentação chegou a 2,5 cm.

O local ficou dez dias sem monitoramento porque, devido ao colapso da mina, o equipamento que mede o movimento do solo afundou. Com isso, foi instalado um novo sensor, cujos dados só foram disponibilizados dez dias depois, nessa sexta-feira (23).

O novo equipamento instalado na região detectou deslocamento vertical (afundamento) acumulado de 29,48cm nos últimos dez dias.

“Aquele cenário de preocupação que tínhamos antes já não existe. O afundamento reduziu significativamente, o que nos leva a entender que o solo pode se acomodar e estabilizar”, diz Abelardo Nobre, coordenador-geral da Defesa Civil de Maceió.

O órgão permanece em alerta e por precaução, a recomendação continua para que a população não transite na área desocupada.

*Com assessoria

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na App Store

Relacionadas