Imagem
Menu lateral
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
HOME > blogs > COZINHANDO COM SERGINHO JUCÁ
Imagem ilustrativa da imagem Lua Cheia: Uma Jornada de Sabores e Histórias na Garça Torta

BLOG DO
Serginho Jucá

Lua Cheia: Uma Jornada de Sabores e Histórias na Garça Torta

Opa, pessoal! Hoje vou levar vocês numa viagem gastronômica até o restaurante Lua Cheia. Há 36 anos, esse tesouro escondido na praia de Garça Torta tem encantado paladares, incluindo o meu. E o que me atrai para lá não é só a busca por novos sabores, mas a certeza de reencontrar aqueles gostos que meu paladar anseia.

				
					Lua Cheia: Uma Jornada de Sabores e Histórias na Garça Torta
Restaurante Lua Cheia, na Garça Torta..

O Lua Cheia é conhecido pelo seu toque clássico francês, especialmente nos molhos e na essência de seus pratos. Hoje, sob o comando de Sheylla da Costa de Mello, o restaurante mantém sua tradição e qualidade. Tudo começou com Lúcia da Costa, mãe de Sheylla, que fundou o Lua como uma simples barraca na praia da Garça. Com o tempo, e após conhecer e se casar com Thierry, que trouxe todo a seu expertise da culinária francesa, o Lua Cheia se transformou em um restaurante referência em comida boa, em Maceió.

Na cozinha, quem dá o tom é Claudilene Ferreira, mais conhecida como Vera, como gosta de ser chamada. Ela é quem comanda as panelas e mantém acesa a chama da tradição e da inovação no Lua Cheia. Ela está lá desde os tempos do Thierry.

Delícias Gastronômicas no Lua Cheia

Agora, vamos falar sobre os pratos que tive o prazer de saborear no Lua Cheia. A experiência começa com uma salada incrivelmente fresca, repleta de tomate, beterraba, alface, cenoura e repolho, acompanhada por uma maionesezinha deliciosa. E claro, a cestinha de pãezinhos franceses quentinhos, um sucesso consagrado em Maceió, que complementou perfeitamente a entrada.


				
					Lua Cheia: Uma Jornada de Sabores e Histórias na Garça Torta

Mas o destaque da noite foi a lagosta a provençal  – uma lagosta no creme de leite com páprica, fresquíssima, capturada ali na Garça Torta. A dica de ouro é aproveitar o molhinho, colocá-lo no pãozinho e saborear até a última gota. Acreditem, o sabor é inesquecível.


				
					Lua Cheia: Uma Jornada de Sabores e Histórias na Garça Torta
Lagosta provençal do Restaurante Lua Cheia..

Além da lagosta, o Lua Cheia oferece uma variedade de frutos do mar, como filé de dourado, camarão e polvo. As opções de risoto, como o de camarão, polvo e lagosta, também estão no cardápio.

Como prato principal, optei pelo Magret poivret vert. Este peito de pato com molho escuro e pimenta verde é um clássico da culinária francesa, servido com um purê de batata de dar água na boca, preparado em formatos variados, que deram uma apresentação especial ao prato – outra marca registrada do Lua Cheia.


				
					Lua Cheia: Uma Jornada de Sabores e Histórias na Garça Torta
Magret poivret vert do Lua Cheia Restaurante..

Dessa vez, pulei a sobremesa, já que estava bastante satisfeito. Mas vale mencionar o petit gateau e o gelato perfeito do Lua. O petit gateau é assado na hora, servido quentinho e delicioso, enquanto o gelato perfeito é uma espécie de torrone com calda de frutas vermelhas e crocante de amêndoas e castanhas, lembrando um gelato ou torrone autêntico. Essas delícias ficam para a minha próxima visita!

O Charme e a História do Lua Cheia

O restaurante Lua Cheia é um verdadeiro legado das tradições que marcaram o bairro da Garça Torta. Esse cantinho especial, conhecido pela sua rua de barro, pescarias e tradições locais, passou por transformações com o crescimento urbano, mas nunca perdeu sua essência.

A Garça Torta, hoje, mesmo com ruas asfaltadas e um fluxo maior de visitantes, continua sendo um refúgio para quem busca tranquilidade e o aconchego do nosso paraíso das águas. O Lua Cheia, ou apenas "Lua" para nós que temos um carinho especial pelo lugar, mantém seu charme bucólico e rústico, com um toque de mistério romântico. Ao chegar, a peculiaridade da porta fechada nos convida a tocar o sininho para sermos recebidos, adicionando esse toque de romantismo à experiência.

As mesas algumas com vista para o mar, o vento fresco e a brisa salgada se misturam ao aroma da comida à moda francesa, criando uma atmosfera única e acolhedora.

Uma das coisas mais incríveis que a Sheylla compartilhou comigo é a memória afetiva que o Lua proporciona aos seus visitantes. Há histórias de clientes que frequentam o lugar desde a infância e agora trazem seus filhos, casais que se conheceram, noivaram e casaram lá, e até aqueles que, ao revisitarem após anos, se emocionam ao lembrar de momentos especiais como luas de mel. É incrível ver como o Lua se tornou parte da história de tantas pessoas, incluindo a minha ao reviver esses sabores dos meus pratos favoritos.

Além da culinária, o Lua também é um entusiasta da arte, cultura, simplicidade e tradição, refletindo esses valores em cada detalhe do restaurante.

E para quem quer vivenciar essa experiência gastronômica e histórica, o Lua Cheia está localizado na Rua São Pedro, na Garça Torta. O restaurante abre suas portas de quarta a domingo. Nas quartas, quintas e sextas, o jantar começa às 18h e vai até às 23:30h. Já aos sábados, estão abertos para almoço e jantar das 12h às 23:30h, sem interrupção, e aos domingos, o horário é das 12h às 17h, perfeito para quem está retornando das praias do litoral norte e de Milagres.


				
					Lua Cheia: Uma Jornada de Sabores e Histórias na Garça Torta
Horários de funcionamento do restaurante Lua Cheia..

É uma oportunidade única para desfrutar de uma culinária refinada, em um ambiente que respira história e tradicionalismo, tudo isso enquanto se desfruta da bela paisagem da Garça Torta. Espero que vocês também possam criar suas próprias memórias no Lua Cheia, assim como eu criei as minhas. Até a próxima aventura culinária, pessoal!

Tags