Internautas criticam ação do governo de AL para retirar banhistas da Praia do Francês

Ação da Polícia Militar ocorreu neste domingo (13) e chamou a atenção nas redes sociais

Uma operação da Polícia Militar (PM) para retirar banhistas que descumpriam o decreto na Praia do Francês, em Marechal Deodoro, foi duramente criticada nas redes sociais. A ação ocorrida neste domingo (13) chamou a atenção de internautas, que não pouparam opiniões contrária ao governo de Alagoas.

Na imagem divulgada na internet, é possível ver três viaturas da Radiopatrulha e uma outra da Força-tarefa andando na faixa de areia. Enquanto isso, militares armados seguem a pé, dispersando os banhistas que estavam no local. Um helicóptero também foi usado na ação.

O vídeo está sendo amplamente divulgado nas redes sociais e internautas criticaram a ação da PM. Alguns questionam o fato de outros lugares apresentarem maior aglomeração e, ainda assim, não serem alvos de operação.

“Palhaçada! Enquanto isso os bairros da periferia ficam nas mãos dos bandidos, e hoje as ruas da feirinha do Jacintinho estavam cheias de pessoas sem mas máscara e fazendo aglomeração, será que o covid 19 é um vírus que só se pega nas orlas?”, questionou um internauta.

“Que absurdo. Tanto bandido nesse momento, roubando, matando, espancado e estuprando, quantas pessoas precisando de socorro, e eles aí perdendo tempo com tão pouco senhor. Realmente marionetes do governador Renan filho”, disse outro.

Outro internauta classifica a ação como "política". "Sem comentários, a população sem trabalho, empresas quebrando, a educação como o diabo gosta e o governo focado em fazer "política". O que esperar desse governo?!", ponderou.

Houve ainda quem questionou a constitucionalidade do decreto. "Pena que o povo aceita tudo. Agora quando bate de frente com uma pessoa que realmente sabe de leis aí ficam tudo pianinho[sic],porque decreto não é lei e ele é inconstitucional. Todos temos perante a lei o direito de ir e vir, mas como sempre as pessoas aceitam e ficam de cabeça baixa", expôs.

Outra pessoa expõe uma crítica social em relação ao fato. "Isso é uma vergonha governador, deixe os pobres trabalhar. Porque os ricos estão aí nas pousadas, nos hotéis curtindo, aproveitando a vida", critica.