Governo de Alagoas forma 255 novos policiais penais

Solenidade ocorreu nesta quinta-feira (8), no Centro de Convenções, em Jaraguá

Com a missão de fortalecer a segurança pública, a Secretaria de Estado de Ressocialização e Inclusão Social (Seris) realizou, nesta quinta-feira (8), a formatura de 255 policiais penais. A solenidade de entrega dos certificados de conclusão do curso e da carteira profissional ocorreu no Centro de Convenções, no Jaraguá, em Maceió. O evento marca a entrada de novos policiais penais para o exercício da profissão, contribuindo para a manutenção da ordem, disciplina e segurança pública no sistema prisional alagoano.

A Secretária-Chefe do Gabinete Civil, Luiza Barreiros, esteve no evento representando o governador Paulo Dantas. Barreiros descartou que o gestor vem investindo na segurança dos presídios do Estado.

“A formatura de hoje representa o coroamento de um processo que começou lá atrás e que teve destaque no governo Paulo Dantas. Os novos policiais penais, agora, tem a missão de trabalhar no sistema que abriga pessoas que foram privadas da liberdade e que tentam ser ressocializados”, falou.“O Estado tem investido na estrutura e no pessoal para garantir, aos presos, seus direitos”, reiterou.

Formatura aconteceu no Centro de Convenções - Foto: Greyce Bernardino

Os policiais penais passaram pelo Curso de Formação, que iniciou em 1º de agosto. A formação durou três meses e meio, com carga horária de 520 horas. Seis turmas, com uma média de 44 alunos cada, foram formadas para otimizar o processo de formação: Alfa, Bravo, Charles, Delta, Eco e Fox.

O curso ofertou pelo menos 20 matérias, como escolta e remoção, penas e prisões, armamento e tiro, defesa pessoal, direitos humanos, técnicas e tecnologia de menor potencial ofensivo, gerenciamento de crise prisional. A formação foi conduzida por 52 instrutores, sendo 80% deles policiais penais.

Walnísia Chaves, de 41 anos, é uma das policiais penais formada na turma de hoje. Ela comemorou a conquista de se formar.

“É um sentimento de realização, porque é uma coisa que a gente batalha para conquistar, então, quando chega nesse dia é como se fosse a concretização de tudo, depois de passar pelo curso de formação, é muito importante. Tudo que eu passei lá atrás valeu a pena. Tem horas que a gente quer desistir porque abdicamos de muita coisa, mas, só não consegue quem desiste. O que vale é persistir, continuar, com altos e baixos, tudo na vida é assim, mas no final é gratificante demais”, conta.

Ela comemora o fato de entrar para a segurança pública do Estado e colaborar com o bem-estar da população. “Nós já começamos a trabalhar porque o curso acabou sendo encurtado, pela necessidade do sistema prisional de mais efetivo, e a gente espera contribuir para a segurança da população carcerária e também da população em geral”, ressalta.

Presente no evento, o secretário da SSP, Flávio Saraiva, falou sobre a importância da integração das polícias para a segurança dos alagoanos. Ele destacou a nova formação dos policiais penais, que agora podem lidar com ocorrências de maior complexidade.

“É com alegria que recebemos os policiais penais que se integram à Segurança Pública de Alagoas, fazendo parte dessa integração que se reafirma a cada dia com Polícia Civil, Militar, Penal, Científica, Bombeiros, todos integrados para elevar a segurança pública do estado de Alagoas. Conversei com o pessoal que passou no concurso e trata-se de uma nova formação. Os policiais penais anteriores, que eram agentes penitenciários, formavam mais na área administrativa e, hoje, temos a área operacional e isso é um compromisso desses policiais com a segurança pública. Eles são formados para ocorrências de maior complexidade, enfim, foi um curso de 520 horas, mais de três meses de treinamento, então, é um pessoal capacitado”.