“Fui eu que troquei o comandante do Exército”, diz ministro da Defesa

O ministro não quis entrar em detalhes sobre a motivação que o levou a demitir Júlio César de Arruda

O ministro da Defesa, José Múcio Monteiro, afirmou à coluna, na tarde deste sábado (21/1), que foi ele quem trocou o comandante do Exército, general Júlio César de Arruda.

“Fui eu que troquei”, declarou Múcio, ao ser questionado se Lula havia mesmo trocado o comando do Exército. O ministro não quis entrar em detalhes sobre a motivação.

Como a coluna noticiou mais cedo, a gota d’água para Lula decidir demitir Arruda teria sido a recusa do general em exonerar o ex-ajudante de ordens de Bolsonaro, tenente-coronel Mauro Cid.

O colunista Rodrigo Rangel revelou que Cid foi nomeado, no apagar das luzes do governo Bolsonaro, para comandar o 1º Batalhão de Ações e Comandos, o 1º BAC, em Goiânia.

O batalhão é considerado estratégico e sensível. Seus homens têm por atribuição, por exemplo, realizar operações de emergência para debelar ameaças a Brasília.