Imagem
Menu lateral
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > POLÍTICA

Câmara convoca 2º suplente do PTC após afastamento de vereador

Engenheiro Zerisson de Oliveira Neto obteve 1.241 votos nas eleições de 2020 e deve se tornar vereador pela primeira vez

O presidente da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Maceió, vereador Galba Netto (MDB), convocou o segundo suplente do PTC, Zerisson de Oliveira Neto, para tomar posse como vereador em razão do afastamento do mandato de Samyr Malta (PTC) por quatro meses.

A convocação dele foi publicada na edição desta sexta-feira (23), do Diário Oficial do Município de Maceió.

Leia também

Galba Netto já tinha feito o chamamento do primeiro suplente do partido, Raimundo Medeiros, mas a posse foi inviabilizada. Medeiros encaminhou um ofício ao Poder Legislativo alegando que não poderia assumir a vaga por ocupar cargo público de assessor técnico na Secretaria Municipal de Gestão de Pessoas e Patrimônio (Semge).

Se não houver impedimento legal e administrativo, Zerisson vai se tornar vereador pela primeira vez. Ele deve assinar o termo de posse no plenário Galba Novaes de Castro (na Câmara), em data a ser agendada pela Mesa Diretora.

De acordo com a apuração do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), o segundo suplente do PTC obteve 1.241 votos nas eleições de 2020 em Maceió (0,31% do total). Zerisson de Oliveira Neto tem 37 anos e é engenheiro, tendo sido membro do Conselho Federal de Engenharia.

Em 2016, também foi candidato a vereador por Maceió, obtendo 975 votos, e ficou na condição de suplente pelo Patriota.

Samyr Malta anunciou o afastamento do mandato no dia 8 de fevereiro alegando que iria tratar de assuntos particulares. Ele já havia adiantado que Zerisson assumiria a vaga e justificou que o mandato é coletivo. Por isso, entende que o grupo ao qual faz parte precisa dar oportunidade para outras pessoas contribuírem com a cidade.

“Não fui eleito sozinho. Vou tratar de assuntos particulares, mas estarei contribuindo e à disposição desta Casa. Somente não poderei estar presente às sessões ordinárias. Por isso, entrei com requerimento para o afastamento. Tenho certeza de que, em breve, estaremos juntos novamente”, destacou o titular do mandato.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na App Store

Relacionadas