Câmara de Maceió aprova projeto que proíbe nomeação de quem cometer homofobia

A proibição ocorre para cargos públicos em âmbito municipal

No Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+, a Câmara de Vereadores de Maceió aprovou projeto que proíbe a nomeação de pessoas que cometeram atos homofóbicos e transfóbicos em cargos públicos no âmbito municipal. A aprovação ocorreu em sessão ordinária híbrida nesta terça-feira (28).

Durante a defesa da matéria, em plenário, Teca Nelma (PSD), que protocolou o projeto, lembrou que a matéria foi resultado de uma discussão com representantes da comunidade LGBTQIA+ que a ajudaram a construir o texto apresentado na casa.

"Hoje é um dia extremamente importante para a comunidade LGBTQIA+ pois estamos no Dia do Orgulho Gay e nada melhor do que isso incluir na pauta esse projeto que veda a contratação em cargos públicos eletivos pessoas que foram condenadas por transfobia ou homofobia. Que criminosos como estes não possam ser representantes em nosso Estado e no município", defendeu Teca.

A matéria foi aprovada em 1° discussão por unanimidade e deve se apreciada novamente na última sessão do semestre na quinta-feira. 

Ao final, o presidente da casa, Galba Netto, destacou a importância da matéria por conta dos casos de intolerância registrados em todo o mundo. 

"Nesse mundo de tantas injustiças fazermos a aprovação desse projeto vai ser mais um alerta para que tenhamos respeito como mola da nossa sociedade", observou Galba.