Polícia investiga se explosão de bomba caseira no HGE tem ligação com torcida organizada

Testemunha teria visto, há alguns dias, um homem escondido no local; ele teria sido apreendido pela Polícia Militar

A Polícia Civil de Alagoas (PC-AL) investiga se o artefato que explodiu, nesta segunda-feira (21), no Hospital Geral do Estado (HGE), no Trapiche da Barra, em Maceió, possui ligação com torcidas organizadas. De acordo com o delegado Nivaldo Aleixo, o artefato parece com os utilizados por torcidas organizadas.

Ainda de acordo com Aleixo, uma testemunha teria visto, há alguns dias, um homem escondido no local e que este homem teria sido apreendido pela Polícia Militar. O delegado disse que busca informações desta pessoa com o comando do 1° Batalhão de Polícia Militar.

A vítima foi identificada apenas como Damião, de 36 anos. Ele é um funcionário terceirizado do HGE. Ainda não há informações sobre o estado de saúde.

O delegado contou que a vítima achou um “saquinho” enterrado junto à grama e que um outro funcionário teria dito: “isso é droga”, mas a vítima teria dito que não, e então, para provar teria jogado o material no chão, quando então houve a explosão. Segundo o delegado, as câmeras de videomonitoramento do local estavam sem funcionar.