Polícia indicia suspeito de matar servente de pedreiro por ciúmes da mulher na Serraria

DHPP pediu à Justiça a prisão preventiva do autor, que era vizinho da vítima

A Polícia Civil de Alagoas (PC/AL) concluiu o inquérito e indiciou o suspeito Edvan Matias da Silva pelo assassinato do servente de pedreiro Valmir José da Silva, ocorrido no dia 4 de outubro do ano passado, no Conjunto Rui Palmeira, no bairro da Serraria, em Maceió.

O delegado Fábio Costa, da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), pediu à Justiça a prisão preventiva do autor, que era vizinho da vítima quando o crime foi cometido. Ele ainda não foi localizado.

A investigação apontou que o suspeito, de 48 anos, matou Valmir motivado por ciúmes da mulher.

"As provas revelaram que a vítima gostava muito de beber com os amigos e, sempre que fazia isso, soltava umas cantadas para a companheira do autor. Como a importunação continuou, o suspeito foi até a casa do servente e o matou com vários golpes de arma branca", detalhou o delegado.

Pesquisa no banco de dados da Polícia Civil mostrou que havia uma série de boletins de ocorrência contra o criminoso pela prática de estelionato e violência doméstica, com base na Lei Maria da Penha.

Ele, inclusive, foi preso, em julho de 2021, por agressão contra a própria mulher. Quando os policiais foram até a residência dele encontraram um alvará de soltura após o cometimento deste crime.

Edvan Matias da Silva encontra-se foragido e sua imagem está sendo divulgada para que a população possa contribuir com sua localização através do disque denúncia (181).

*com informações do delegado Fábio Costa